INEP divulga resultado do ENEM 2018. Confira a lista

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) divulgou, nesta sexta-feira (18), o resultado das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2018. As notas estão disponíveis no site do Inep e para ter acesso, o candidato deve digitar o CPF e a senha cadastrada.

6

As notas do ENEM podem ser usadas para concorrer a vagas no Ensino Superior pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU), a bolsas pelo Programa Universidade para Todos (PROUNI) e a financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

Em todo o Brasil, o ENEM contou com a participação de cerca de 4 milhões de candidatos. A Bahia foi o primeiro Estado do Nordeste e terceiro no Brasil em número de inscritos no ENEM de 2018, ficando atrás de Minas Gerais e São Paulo. A Bahia teve 398.490 mil estudantes confirmados na inscrição. As provas do ENEM foram realizadas nos dias 4 e 11 de novembro.

ENEM 100% –  A Secretaria da Educação do Estado realizou uma série de ações durante o ano, no âmbito do projeto ENEM 100%, para orientar, mobilizar e fomentar a participação dos estudantes da rede estadual no exame O projeto é voltado para o fortalecimento das aprendizagens e funciona por etapas, que incluem a mobilização das unidades escolares; a inscrição e o registro dos inscritos. Ainda pelo ENEM 100%, os colégios são estimulados à realização dos aulões e videoaulas e a própria Secretaria realizou uma série de aulões, com a participação de professores especialistas.

Inscrições abertas para 10 mil vagas da Educação Profissional

A Secretaria da Educação do Estado abriu, nesta quarta-feira (16), as inscrições do processo seletivo para 10 mil vagas de cursos técnicos de nível médio, na forma de articulação Subsequente ao Ensino Médio. As vagas são para os Centros Estaduais e Centros Territoriais de Educação Profissional, além de unidades compartilhadas, na capital e em mais 82 municípios da Bahia. As inscrições deverão ser feitas até o dia 21 de janeiro, exclusivamente, pelo Portal da Educação.
 Nenhuma descrição de foto disponível.
As vagas para 42 cursos técnicos de nível médio são direcionadas para quem já concluiu o Ensino Médio e suas modalidades de forma gratuita, seja na rede pública de ensino, no âmbito federal, estadual ou municipal, ou tenha, comprovadamente, cursado em instituição filantrópica ou em instituição privada na condição de bolsista.
Entre os cursos ofertados estão: técnico em Administração, Segurança do Trabalho, Logística, Meio Ambiente, Agroecologia, Agronegócios,  Enfermagem, Nutrição e Dietética, Análises Clínicas, Cozinha,  Alimentos,  Saúde  Bucal,  Edificações, Informática,  Eletromecânica, Paisagismo, Dança,  Recursos Humanos e  técnico Guia de Turismo.
Como se inscrever – No ato da inscrição, o candidato deverá fazer a opção para um único município, unidade escolar, o curso e po turno. Ao inscrever-se, o candidato informará o número do seu Cadastro de Pessoa Física (CPF) e criará uma senha, que dará origem a um login para trânsito no link do sistema, inclusive para modificar as informações ou cancelar a sua inscrição. As vagas disponibilizadas serão distribuídas segundo a ordem classificatória das médias finais obtidas nas disciplinas Língua Portuguesa e Matemática no último ano/módulo de estudo no Ensino Médio ou equivalente ou no resultado obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e que deverão ser informadas pelo candidato no ato da inscrição.
A divulgação do resultado está prevista para o dia 23 de janeiro. A matrícula dos selecionados será nos dias 30 e 31 de janeiro e 1 de fevereiro na unidade escolar para a qual foi classificado. O início do período letivo será no dia 11 de fevereiro. Para fazer a matrícula é preciso apresentar os seguintes documentos: original e cópia da Carteira de Identidade, do CPF, Histórico Escolar, comprovante de residência atualizado e a comprovação das notas de Português e Matemática no ENEM conforme declarado no ato da inscrição.

Professores e coordenadores pedagógicos comemoram nomeação no concurso público na rede estadual

Os professores e coordenadores pedagógicos nomeados pelo Governo do Estado no concurso público da Educação, nesta terça-feira (16), já começaram a tomar posse hoje mesmo na capital e no interior do Estado. A posse está acontecendo no auditório da Secretaria da Educação do Estado (SEC), no Centro Administrativo da Bahia (CAB) e nas sedes de 26 Núcleos Territoriais de Educação (NTE). Os educadores comemoram as nomeações e muitos aproveitaram o primeiro dia para assinar o termo de posse.

 Nomeação dos Professores - foto. Josenildo Almeida (12)

Este foi o caso de Sandra de Jesus. Ela  foi nomeada professora efetiva em Língua Inglesa. A professora disse que sua atuação em sala de aula será a oportunidade de retribuir para a comunidade todo o conhecimento adquirido durante os seus anos de estudos, em instituições públicas de ensino. “É uma alegria para mim estar aqui hoje, principalmente por ser oriunda da escola pública e graduada na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Por isso, vejo essa oportunidade como uma forma de devolver à comunidade tudo que recebi na Educação, contribuindo para a melhoria da rede pública e acreditando que se eu consegui meus alunos também poderão cursar uma universidade e passar em um concurso público”, ressaltou a professora, que é doutoranda em Literatura e Cultura na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Também foi empossada a professora Ana Paula Costa Cequeira, que, sorridente, destacou a importância deste momento.

Já o professor Reginaldo Alves, de Mata de São João, foi empossado para coordenador pedagógico. Ele falou que terá o compromisso de direcionar o seu trabalho em prol da Educação e da valorização da escola pública. “A minha expectativa é contribuir para a emancipação dos estudantes baianos. O coordenador pedagógico tem a função imprescindível para a construção dos projetos interdisciplinares e na articulação das áreas do conhecimento em conjunto com os professores e a comunidade. Com certeza vamos chegar para defender a qualidade da escola pública” destacou o educador, que cursa o mestrado em Gestão e Tecnologia Aplicada à Educação, na Universidade Estadual da Bahia (UNEB).

Para Sandra de Jesus, que foi nomeada professora efetiva em Língua Inglesa, essa será a oportunidade de retribuir para a comunidade todo o conhecimento adquirido durante os seus anos de estudos em instituições públicas de ensino. “É uma alegria para mim estar aqui hoje, principalmente por ser oriunda da escola pública e graduada na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Por isso, vejo essa oportunidade como uma forma de devolver à comunidade tudo que recebi na Educação, contribuindo para a melhoria da rede pública e acreditando que se eu consegui meus alunos também poderão cursar uma universidade e passar em um concurso público”, ressaltou a professora, que é doutoranda em Literatura e Cultura na UFBA.

Os nomeados têm 30 dias para tomar posse, conforme o edital do concurso, mas a perspectiva é a de que assumam o quanto antes para que possam participar do planejamento do ano letivo de 2019, que acontecerá durante a Semana Pedagógica, em todas as escolas da rede estadual, de 4 a 8 de fevereiro.

Sobre o concurso – O concurso público, lançado em novembro de 2017, em parceria pelas Secretarias da Educação e Administração do Estado, foi o primeiro certame com carga horária de 40 horas semanais na rede estadual. Foram nomeados, nesta quarta-feira, 2.089 professores e 200 coordenadores pedagógicos.

Secretaria da Educação do Estado mobiliza educadores para a Jornada Pedagógica 2019

Com o objetivo de planejar o ano letivo de 2019, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia realizará, entre os dias 4 e 8 de fevereiro, a Semana Pedagógica, em todas as unidades escolares da rede estadual de ensino. Como parte das ações, nesta quarta-feira (16), às 8h, será realizada uma videoconferência no Instituto Anísio Teixeira (IAT), que será retransmitida para todos os Núcleos Territoriais de Educação (NTEs), para que gestores e professores participem das discussões.

Jornada Pedagogica 2018 - Colegio Anisio Teixeira (19)

Este ano, a Jornada Pedagógica terá como tema “Pilares para a garantia do direito de aprender: currículo, formação, acompanhamento e avaliação”. Durante a Semana Pedagógica, professores, gestores e coordenadores pedagógicos irão discutir ações e atividades para a melhoria da aprendizagem, além de avaliar o conteúdo e estratégias de articulação entre os projetos e o currículo.

O superintende de Políticas para a Educação Básica do Estado, Ney Campello, falou da importância da iniciativa. “O nosso objetivo central é discutir uma mudança dos indicadores educacionais nas escolas públicas do Estado e, por isso, elegemos como tema esses pilares que são: currículo, formação, acompanhamento e avaliação. No currículo, nós vamos discutir uma requalificação da oferta; na formação, nós vamos discutir a utilização mais eficiente pela escola das atividades complementares; no acompanhamento, nós vamos realizar a discussão com a escola para acompanhar a cada unidade letiva por seus resultados; e, por fim, na avaliação, nós vamos buscar propor novas estratégias de avaliação que colaborem para a elevação do sucesso escolar”, destacou.

A programação da Jornada Pedagógica inclui: apresentação da linha do tempo “Escuta Inspiracional à elaboração do Currículo Bahia”; apresentação dialogada para saber como fica o planejamento da unidade escolar a partir das orientações gerais do Currículo Bahia e, também, referente às orientações pedagógicas para o acompanhamento da aprendizagem dos estudantes. Outros destaques são oficinas sobre temas como Refletindo sobre competências e habilidades; Refletindo sobre Aprendizagem contextualizada no século XXI, Avaliação da aprendizagem e Trajetórias de sucesso escolar.

Videoconferência – Na videoconferência, que contará com a participação de gestores da Secretaria da Educação do Estado, os educadores irão refletir sobre qual a melhor metodologia para que a jornada aconteça em fevereiro. O propósito é apresentar conceitualmente o modelo de Semana Pedagógica, além de orientar os gestores sobre a metodologia voltada à discussão desses quatro pilares.

Começa dia 22 a matrícula na rede estadual de ensino

O calendário de matrícula para o ano letivo da rede estadual de 2019 começa na terça-feira (22) e prossegue até o dia 29 deste mês. O primeiro dia será destinado à transferência dos estudantes da rede estadual. O processo será feito presencialmente em qualquer unidade escolar ou pela internet pelo Portal da Educação. Para fazer a transferência, via internet, o estudante deverá utilizar o Código de Matrícula, que ele recebeu na sua escola de origem, ou se dirigir a qualquer escola estadual. O mesmo vale para o estudante cuja escola de origem não oferecerá a série subsequente.
Já na quarta (23) e na quinta (24), a matrícula será para os concluintes do 5º e do 9º ano do Ensino Fundamental das redes municipais de ensino. A matrícula poderá ser feita em qualquer colégio da rede estadual e via internet para os alunos da capital baiana e de mais 59 municípios, conforme lista abaixo e disponível no Portal da Educação. “Dobramos o número de municípios participantes do processo de matrícula via web, em relação à matrícula do ano passado, quando tivemos somente 26 cidades”, destaca a diretora de Atendimento da Rede Escolar, Eliana Carvalho.
Na sexta-feira (25), a matrícula será para os novos alunos do Ensino Fundamental vindos da rede particular de ensino ou de outros Estados e que passarão a integrar a rede estadual. O processo será feito somente presencialmente, em qualquer escola estadual. Já a segunda (28) e a terça (29) serão reservadas para os novos estudantes do Ensino Médio que vêm da rede particular ou de outros Estados. A matrícula, neste caso, também só poderá ser feita presencialmente, em qualquer colégio da rede, e se dará nas diferentes modalidades, como exemplo Educação Profissional e Educação de Jovens e Adultos.
Por fim, os estudantes com necessidade especial (deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação, com ou sem diagnóstico comprovado) que fizeram a inscrição na pré-matrícula, no mês de novembro, deverão comparecer à unidade escolar indicada no cadastro no dia 31 (quinta-feira) para a entrega da documentação exigida para a consolidação do processo.
Documentação
Para a efetivação da matrícula, deverão ser apresentados na unidade escolar os seguintes documentos: original do Histórico Escolar ou do Atestado de Escolaridade (que deve ser substituído pelo original do Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Nascimento; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU e cartão de crédito ou TV por assinatura). Neste ano, se tornou obrigatória a apresentação da original e cópia da Carteira de Vacinação para estudantes com até 18 anos.
O ano letivo de 2019 começará no dia 11 de fevereiro e se encerrará no dia 16 de dezembro, totalizando uma carga horária mínima de 800 horas, distribuídas em 200 dias de efetivo trabalho escolar, excluído o tempo reservado à avaliação fina.
Matrícula pela INTERNET
Concluintes do 5º e 9º ano do Ensino Fundamental – Salvador
Concluinte do 9º ano do Ensino Fundamental
1- Abaré
2. Acajutiba
3. Aiquara
4. Alagoinhas
5. Baixa Grande
6. Barreiras
7. Barro Preto
8. Barrocas
9. Bom Jesus da Lapa
10. Cairu
11. Camaçari
12. Camamu
13. Carinhanha
14. Chorrochó
15. Coribe
16. Dario Meira
17. Dias d’Ávila
18. Eunápolis
19. Feira de Santana
20. Firmino Alves
21. Gloria
22. Gongogi
23. Guaratinga
24. Ibiassucê
25. Iguaí
26. Ipirá
27. Itaberaba
28. Itororó
29. Jequié
30. Jitaúna
31. João Dourado
32. Lamarão
33. Lauro de Freitas
34. Luís Eduardo Magalhães
35. Macaúbas
36. Macururé
37. Madre de Deus
38. Maiquinique
39. Mata de São João
40. Matina
41. Nilo Peçanha
42. Nova Ibiá
43. Paulo Afonso
44. Pindobaçu
45. Pirai do Norte
46. Potiragua
47. Porto seguro
48. Riachão
49. Do Jacuípe
50. Riacho de Santana
51. Santa Cruz da Vitória
52. Santaluz
53. São Gabriel
54. Serra do Ramalho
55. Serrinha
56. Simões Filho
57. Tapiramutá
58. Vitória da Conquista
59. Xique-xique

Rui anuncia nomeação de professores aprovados em concurso e tabela de pagamento dos servidores do Estado

O governador Rui Costa anunciou, nesta quinta-feira (10), em entrevista ao programa Bahia Meio Dia, da Rede Bahia, que será publicado nesta sexta-feira (11), no Diário Oficial do Estado, o calendário anual de pagamento dos servidores ativos, pensionistas e aposentados das administrações direta e indireta para o ano de 2019, mantendo as datas de crédito sempre dentro do mês trabalhado.

 

Durante a entrevista, o governador também anunciou que na próxima quarta-feira (16) será publicada no Diário Oficial a nomeação dos professores e coordenadores pedagógicos aprovados no concurso público realizado em 2018 para assumirem seus cargos. Segundo Rui, os novos professores e coordenadores pedagógicos irão atuar nos 77 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), espalhados por Salvador e outros 26 municípios da Bahia.

 

Rui destacou, ainda, que a publicação da tabela anual de pagamento do servidor e o seu rigoroso cumprimento pelo Estado, assim como ocorreu em 2018, assegura que os servidores públicos baianos possam organizar a sua vida financeira, o que não tem acontecido com o funcionalismo de outras unidades da federação, que atrasam e até mesmo parcelam as suas folhas de pagamento. Não é raro, entre estados vizinhos, que o pagamento de um mês trabalhado só ocorra na segunda quinzena do mês seguinte.

 

A tabela de pagamento do servidor público poderá ser consultada por meio do Portal do Servidor, mas de posse de qualquer calendário é fácil identificar a data do pagamento, já que este sempre ocorre no último dia útil de cada mês. De acordo com a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz), o Governo desembolsa por mês mais de R$ 1,6 bilhão com o pagamento da folha, para aproximadamente 274 mil beneficiários, entre ativos, aposentados e pensionistas. Segue, abaixo, a tabela completa.

Estudantes do CJCC de Barreiras fazem trilhas e aprofundam estudos sobre o Cerrado

As belezas e as características do Cerrado na região Oeste do Estado estão sendo desbravadas por estudantes da rede estadual de ensino, que estão participando, desta segunda até sexta-feira (7 a 11), de uma oficina no Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC) de Barreiras (874 km de Salvador). Neste primeiro dia da oficina de férias ‘Desvendando o Cerrado’, eles tiveram uma aula de campo e percorreram uma trilha em uma reserva que faz parte da Área de Preservação Permanente da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB). A oficina, com carga horária de 15h, está sendo ministrada por estudantes do curso de Geografia de UFOB, mediante parceria com o Centro Juvenil.

curso-de-ferias-cjcc-de-barreiras-foto-divulgacao-8 (1)

O universitário Cleiton Veríssimo, 22, falou sobre esta troca de experiências. “Mostrei para os estudantes a importância de conhecer e vivenciar o Cerrado. A vista de campo foi muito produtiva porque discutimos sobre a preservação da população tradicional ribeirinha do Rio Grande, além da manutenção dos recursos hídricos e, também, sobre a importância da Mata Ciliar e da Mata de Galeria”, explicou.
Para Vinícius Reis, 17, que faz o curso técnico em Comércio no Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) da Bacia do Rio Grande e participa da oficina, a iniciativa é enriquecedora. “Achei a trilha muito interessante, pois tivemos a oportunidade de ver de perto uma reserva e, com isso, pude perceber que o Cerrado vai além do que a gente vê nos livros e nas pesquisas. O que mais chamou a minha atenção foi saber a função e como funcionam as Bacias Hidrográficas, além da importância para o Cerrado”, revelou o estudante.
Programação
Nesta terça-feira, a oficina prossegue com estudos no CJCC sobre “Paisagens do Cerrado” e “Uso e ocupação do Solo do Cerrado”. Na quarta-feira, a partir das 8h, os estudantes irão fazer trilhas às margens do Rio Grande, próximo ao Parque de Exposições, para que os assuntos sejam abordados à luz da proteção dos recursos hídricos.
Sobre os Centros Juvenis
O CJCC é uma iniciativa da Secretaria de Educação do Estado para promover a ampliação da jornada escolar e a diversificação do currículo dos estudantes, que participam das oficinas no turno oposto aos quais estão matriculados. Além das cinco unidades em funcionamento em Salvador, Senhor do Bonfim, Itabuna, Barreiras e Vitória da Conquista, já estão em fase de implantação três novas unidades, em Feira de Santana, Jequié e Irecê.

Secretaria da Educação do Estado ofertará mais de 2 mil vagas para formação de professores em 2019

A Secretaria da Educação do Estado ofertará 2.872 vagas para a formação de professores da rede estadual em instituições de Ensino Superior, em 2019. A iniciativa faz parte do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), gerenciados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que desenvolve cursos de nível superior e de pós-graduação por meio da modalidade de Educação a Distância (EAD). Ao todo serão cursos distribuídos em 20 polos, ofertados por 10 instituições de Ensino Superior. As inscrições estão previstas para iniciarem em fevereiro nos sites das instituições com cursos de especialização, bacharelado, licenciatura, tecnólogo, em áreas de Cultura, Ciência, Tecnologia, Ciências Naturais e Linguagens.

1

O subsecretário da Educação do Estado, Nildon Pitombo, explicou que houve um alinhamento com as instituições ofertantes para que os cursos estivessem vinculados às demandas do novo perfil de oferta da rede estadual de ensino. “Nós privilegiamos especializações e graduações na área da Cultura em sintonia com ações da Secretaria da Educação, como o projeto Escolas Culturais. Trazemos a novidade de cursos específicos das Ciências Naturais, aprofundando diversos tópicos neste campo como prevê o Plano Estadual e Nacional de Educação, com ofertas de Química e Biologia, na Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIFASV)”, destacou. Outros destaques para 2019 serão cursos de Gestão em Saúde, Tecnologias Digitais, Gestão de Escolas do Campo, Direitos Humanos, com foco nos estudos étnico raciais. “Ainda em diálogo com os municípios estaremos ofertando cursos de Administração Pública”, ressaltou o subsecretário.

As formações buscam o aperfeiçoamento dos educadores em alinhamento com diretrizes da Secretaria no sentido de fortalecer o eixo pedagógico das escolas. “Fundamentalmente queremos promover a melhoria da atuação dos professores em determinados campos, que são chaves nos Planos Estadual e Nacional de Educação, sobretudo na educação digital, no aperfeiçoamento do ensino de Ciências Naturais, onde temos pouco aprofundamento nas escolas sobre o assunto em todo Brasil e na questão da cultura, com a licenciatura de Música Popular Brasileira e Teatro. Outro ponto é o bacharelado em Biblioteconomia para criarmos um quadro que possa contribuir para a organização das bibliotecas escolares. Nessa parceria tivemos uma boa resposta das instituições, sejam as universidades estaduais e federais, e do Instituto Federal da Bahia (IFBA)”, contou Pitombo.

Estado divulga resultado final do concurso público para professor e coordenador pedagógico

O Governo do Estado, por meio das Secretarias da Educação e Administração  publicou, nesta terça-feira (19), no Diário Oficial do Estado (DOE), o resultado final e homologação do concurso público para suprimento de 3.760 vagas para a rede estadual de ensino, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. Confira a relação no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br

índice

O concurso recebeu mais de 103 mil inscritos, divididos em 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), situados em Salvador e em outros 26 municípios do Estado. A classificação é separada por cargo, pelo tipo de disciplina e pelo local (NTE). Do total de vagas, 30% são reservadas para negros e 5% para pessoas com deficiência.

O secretário da Educação, Walter Pinheiro, ressaltou o empenho do Governo do Estado para realizar o certame, mesmo diante da situação econômica desfavorável pela qual atravessa o país. “Este concurso é resultado do esforço e do compromisso do governador Rui Costa com a Educação, que tomou esta decisão mesmo diante de um momento adverso na economia do nosso país. Teremos 3.760 novos educadores na rede, professores e coordenadores pedagógicos, que irão atuar na capital e no interior, fortalecendo o eixo pedagógico das nossas escolas”, afirmou Pinheiro.

Professores terão remuneração total de R$ 2.814,28, enquanto que coordenadores pedagógicos receberão R$ 2.890,87. As vagas de professor são para lecionar Arte, Biologia, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Química, Sociologia.

O concurso foi lançado em novembro de 2017, com a publicação do Edital Saeb 02/2017. As inscrições foram abertas no dia 14 de novembro de 2017 e encerraram em 15 de dezembro do mesmo ano. Os candidatos passaram por três etapas, entre habilitatórias e classificatórias, como provas objetivas, discursivas e de títulos.

Realizado conjuntamente pelas secretarias da Administração (SAEB) e da Educação, a primeira etapa do certame ocorreu no dia 25 de fevereiro, em todo o estado. Dos 103.592 inscritos, 41.404 foram habilitados. O concurso tem validade de um ano, prorrogável por igual período.

A Fundação Carlos Chagas (FCC) foi contratada para a organização do certame. O concurso tem validade de um ano, prorrogável por igual período. A nomeação dos aprovados será realizada pela Secretaria da Educação, conforme a conveniência da administração pública.

Secretaria da Educação do Estado realiza consulta pública sobre práticas de respeito à diversidade e combate ao bullying

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia está mobilizando professores, gestores e coordenadores pedagógicos das escolas da rede estadual de ensino a socializarem práticas de respeito à diversidade e combate ao bullying. Para isso, está realizando a consulta pública sobre “Respeito à diversidade e combate ao bullying nas unidades escolares sobre as temáticas Relações de gênero e sexualidade, História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, História e Cultura Indígena, Combate à intimidação sistemática (bullying) na rede estadual de ensino. Os interessados devem preencher o formulário disponível no Portal da Educação até 17 de julho.

11149(1)

 A iniciativa tem o objetivo de evidenciar as práticas pedagógicas já realizadas pelas unidades escolares, servindo de inspiração e indução para iniciativas pedagógicas em outras escolas da rede que ainda não estejam desenvolvendo ações nesta perspectiva. Além da socialização de boas práticas, o resultado da consulta pública servirá de subsídio para a elaboração das Diretrizes Estaduais da Educação para as Relações Étnico-Raciais e para as Diretrizes Estaduais de Educação para as Relações de Gênero e Sexualidade.

A coordenadora de Currículo e Desenvolvimento Humano da Secretaria da Educação do Estado, Jurema Brito, fala sobre a iniciativa. “A partir deste diagnóstico, serão pensadas outas estratégias para que estas discussões cheguem para o professor e envolvam toda a escola, familiares e comunidade”, destacou. A coordenadora também informa que todas as contribuições serão avaliadas. “Teremos um momento de devolutiva que é o processo de organizar essas respostas e apresentar para a comunidade educacional como um todo. Também iremos fazer critérios de avaliação das práticas mais relevantes por território. Além disso, queremos realizar por Núcleos Territoriais de Educação (NTEs) algum tipo de ação social com as escolas que realizam essas práticas e aquelas que não realizam para chamar a atenção da comunidade local sobre essas temáticas”, acrescentou Jurema.