Secretaria da Educação mobiliza escolas para o ENEM 100%

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), em 2019, serão realizadas nos dias 3 e 10 de novembro, mas a Secretária da Educação do Estado (SEC) já está mobilizando as escolas da rede para que os estudantes participem ativamente do projeto ENEM 100%. Trata-se de uma ação estratégica, realizada em sua terceira edição, com o objetivo de orientar, mobilizar e fomentar a participação desses alunos no ENEM, cujas inscrições acontecem de 6 a 17 de maio.

 Aulao do ENEM (11)

O ENEM 100% é promovido em etapas. Neste primeiro momento, a SEC está realizando a adesão das escolas ao projeto. Até o dia 15 de março, os gestores e/ou coordenadores pedagógicos deverão acessar e preencher um termo de adesão ao ENEM 100%, via formulário do Google, disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Os professores interessados em participar do Redijaê, que promove a correção das redações dos estudantes, também deverão preencher o termo de parceria e compromisso, via formulário Google, igualmente disponível no Portal da Educação, também até o dia 15 de março. É o mesmo prazo para que as escolas indiquem, via formulário, os estudantes que irão participar do Comunicaê, outra ação do ENEM 100% que envolve o estudante na comunicação, mobilização, coleta de dados e socialização de assuntos relacionados ao exame.

Na segunda etapa, as escolas deverão realizar um mutirão para que os estudantes atualizem o CPF e o RG e também mobilizem os alunos para as inscrições do exame. Uma das novidades para este ano é que todos os estudantes das redes públicas deverão pedir a isenção da taxa de inscrição, no site www.inep.org.br, no período de 1º a 10 de abril. A regra vale para quem fará o ENEM pela primeira vez e para aqueles que se inscreveram no ano passado, mas não compareceram às provas.

A coordenadora de Currículo e Desenvolvimento Humano da Secretaria da Educação, Jurema Brito, ressalta que as escolas estaduais também precisam fazer a atualização cadastral dos alunos no Sistema de Gerenciamento Escolar (SGE) da Secretaria da Educação do Estado. “Identificamos que muitos estudantes do 3º ano têm o CPF, mas está com a numeração errada e quase 50% não têm o CPF lançado no sistema, apenas o RG. Daí a necessidade da campanha que estamos propondo que as escolas façam como prioridade, pois sem os documentos regularizados não é possível realizar a inscrição no ENEM”, afirma.

O projeto ENEM 100% também envolve o fortalecimento das aprendizagens, por meio do Redijaê e dos Aulões de Revisão. Os aulões, previstos para serem realizados no auditório da SEC, no período de 15 de julho a 25 de outubro, nos turnos matutino e vespertino, visam ampliar as oportunidades de aprendizagens de competências cognitivas e socioemocionais dos estudantes do 3º ano do Ensino Médio, com foco na melhoria do desempenho no ENEM. Já o Redijaê é uma ação para fortalecer a produção textual por meio da Sala de Aula Virtual (Google Classroom), com foco na melhoria da proficiência escrita dos estudantes. Os temas sugeridos nas redações do Redijaê deste ano são: “Direitos e deveres do cidadão no Brasil contemporâneo”; “O mundo do trabalho e as perspectivas de futuro”; e “Imigrações e a crise dos refugiados”.

Comunidade escolar é orientada sobre atualização das vacinas durante Campanha Estadual de Imunizações

Os estudantes da rede estadual de ensino estão sendo orientados sobre a importância da atualização do calendário de vacina durante a Campanha Estadual de Imunizações, que foi iniciada na segunda (18) e prossegue até sexta (22), tendo as escolas como ponto de partida. Nesta quinta-feira (21), a campanha foi reforçada na Escola de 1º Grau Jesus Cristo, localizada no bairro de Pau da Lima, em Salvador, com uma série de atividades realizadas em conjunto por equipes das Secretarias Estaduais da Educação e da Saúde.

 51954200_2049048768511375_5209030928948527104_n

Na oportunidade, foi feita a verificação e certificação de atualização das Cadernetas de Vacinação dos estudantes da unidade escolar. A ação na Escola Jesus Cristo contou, ainda, com uma palestra sobre a importância das vacinas, ministrada pelo coordenador do Programa de Imunização da SESAB, Ramon Saavedra, e dirigida aos estudantes do Ensino Fundamental 2. Atenta, a estudante Hadija Farias, 13, 9º ano, deu a sua opinião sobre a iniciativa. “É muito importante esta campanha, porque nos traz mais informações e consciência sobre a necessidade de prevenirmos de doenças. Meu Cartão de Vacina mesmo está desatualizado, mas já vou procurar um posto de saúde para deixar ele em dia”.

A diretora da Escola Jesus Cristo, Rosângela Cardoso, destacou a importância da participação na campanha da unidade escolar ligada à Mansão do Caminho, criada em 1951 e conveniada com o Governo do Estado. “Fico muito orgulhosa com a confiança que a Secretaria da Educação do Estado deposita em nosso trabalho com nossos alunos, que vão desde a creche ao Ensino Fundamental II. Temos uma preocupação com a saúde, o bem-estar e a educação da população de Pau da Lima e bairros adjacentes. Esta campanha de imunização é muito relevante porque prevenir doenças é a melhor forma de evitá-las e digo sempre para nossos alunos que elas não têm idade para chegar, daí a importância de todos, seja qual for a idade, estarem com seu cartão atualizado”.

A Campanha Estadual de Imunizações, conforme o coordenador de Educação Ambiental e Saúde do Estado, Fabio Barbosa, é o primeiro passo após a institucionalização da portaria SEC/SESAB n° 01/2018, que dispõe sobre a obrigatoriedade da apresentação da carteira/cartão de vacinação em creches e escolas, em todo o território do Estado da Bahia. “É uma ação muito importante como estratégia de instrumentalizar a escola na perspectiva de verificar se o cartão de vacina do aluno encontra-se atualizado. Além disso, visa a construção de uma educação integral, integrada e integradora, bem como a realização de atividades socioeducativas para mostrar a importância da vacinação e esclarecer que a vacinação previne doenças imunopreveníveis que podem interferir no processo de ensino e aprendizagem e, consequentemente, na continuidade do percurso educativo dos nossos estudantes”, disse.

 

Sobre a vacinação – Principal forma de combater as doenças imunopreveníveis e infectocontagiosas, a vacinação serve para proteger a população de uma série de doenças do gênero. Para isto, o Ministério da Saúde disponibiliza um elenco de vacinas desde o nascimento até a terceira idade, em quatro calendários: da criança; do adolescente e adulto; do idoso; e dos povos indígenas. O calendário de vacinação tem como objetivo erradicar, eliminar e controlar as doenças imunopreveníveis no território nacional. A verificação do Cartão de Vacina dos estudantes da rede estadual de ensino faz parte das atividades do Programa Saúde na Escola (PSE), política nacional voltada a crianças, adolescentes, jovens e adultos, na área da Educação. Na Bahia no ciclo 2017/2018 foram pactuados 417 Municípios, 11.217 escolas e 2.119.912 milhões de alunos. Deste total, 602 unidades são da rede estadual, contemplando 346.462 mil estudantes.

Escolas culturais movimentam a semana com arte e cultura nos municípios de Barreiras, Macaúbas e Santo Estevão

As unidades escolares que ancoram o projeto Escolas Culturais, desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado, estão promovendo, ao longo da semana, diferentes atividades artísticas e culturais. Em Barreiras, Santo Estevão e Macaúbas, por exemplo, os estudantes protagonizaram apresentações de música, dança, teatro, audiovisual e demais linguagens. Também foram realizados seminários, debates e rodas de conversa, abrindo as escolas para a comunidade.

PHOTO-2019-02-20-14-40-47

O projeto já foi implantado em 85 unidades escolares da rede, com o objetivo de promover o protagonismo estudantil e requalificar a escola como um espaço de circulação e produção da diversidade cultural do Território de Identidade onde está inserida.

Os estudantes do Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Rio Grande (CETEP), localizado em Barreiras (872 km da capital), participaram de uma palestra seguida de debate com o tema “Violência fora! Ações protetivas e preventivas”. Para Samuel dos Santos Gonçalves, 17 anos, que faz o curso técnico em Comércio, a atividade é fundamental para promover a cultura de paz. “O encontro foi muito dinâmico e proveitoso, pois discutimos sobre como combater a violência, principalmente porque a violência, muitas vezes, já começa em casa”, revelou o estudante.

No município de Macaúbas (692 km de Salvador) foi exibido o filme “1798 – A Revolta de Búzios”, no evento ‘Circuito Luiz Orlando de Exibição Audiovisual’, com a participação de toda a comunidade. Já em Coração de Maria, o dia também foi voltado para o audiovisual com a exibição do filme “Grão de arroz”, no orfanato e asilo ‘Nosso Lar’. A atividade contou com a participação de estudantes do 3º ano do Colégio Estadual Dom Pedro II, com o objetivo de levar entretenimento ao idosos e crianças do local.

Em Santo Estêvão (157 km de Salvador), os estudantes do Colégio Estadual Polivalente de Santo Estêvão participaram de uma roda de conversa, na qual discutiram algumas políticas públicas sobre Direitos Humanos. O encontro contou com a participação de representantes de instituições do município, como o Centro de Referência Especializado em Assistências Social (CREAS), o Centro de Referência de Assistência Social (CRAES) e a Associação de Pais, Amigos e Excepcionais (APAE) e outros órgãos.

A estudante Natália Santana Rebouças, 16, 3º ano, disse que gostou muito do encontro. “Foi muito interessante discutir vários temas sociais com os convidados, tendo como foco a comunidade. Além disso, foi uma forma de sair da rotina escolar e agregar informações úteis que podem ajudar o próximo”, informou.

Sobre o projeto Escolas Culturais – Lançado em 2017, o projeto Escolas Culturais transforma as unidades escolares em centros culturais, na medida em que incrementa a arte e a cultura no currículo e alia a oferta de cursos de qualificação e formação profissional nas respectivas áreas.

Secretaria da Educação do Estado continua matrícula para estudantes que moram em áreas longínquas da Bahia

O programa Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), da Secretaria da Educação do Estado, continua com a matrícula aberta, até o dia 31 de março, para os estudantes que moram em áreas longínquas da Bahia. As aulas do EMITEC são transmitidas, em tempo real e via satélite, diretamente dos estúdios de TV instalados no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, para 355 localidades, em 135 municípios baianos. Graças à esta tecnologia, os estudantes fazem uso de conteúdo pedagógico com tecnologia e interatividade, podendo fazer e concluir o Ensino Médio em salas de aula perto de seus locais de origem.

 emitec

Para a matrícula, os interessados devem se dirigir a um dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE) ou diretamente aos 11 Centros Regionais de Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (CEMIT), localizados nas cidades de Vitória da Conquista, Senhor do Bonfim, Serrinha, Valença, Irecê, Juazeiro, Jequié, Seabra, Bom Jesus da Lapa e Barra. Para a efetivação da matrícula, é preciso apresentar os seguintes documentos: original do Histórico Escolar ou do Atestado de Escolaridade (que deve ser substituído pelo original do Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Nascimento; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência.

 

Ano letivo 2019 – As aulas do ano letivo do EMITEC já começaram. Até o momento, já foram matriculados 13.400 estudantes. Durante a semana, foram realizadas palestras e mesas-redondas ministradas por convidados sobre temas voltados às áreas de conhecimento. Nas aulas de Química e Física, por exemplo, os especialistas falaram sobre como estas ciências se apresentam no cotidiano de cada aluno.

Entre 2015 e 2018, o programa alcançou 80.139 alunos, em 414 localidades afastadas dos centros urbanos de 150 municípios, com 4.605 turmas do Ensino Médio. A diretora do EMITEC, Letícia Machado, destaca a abrangência do EMITEC. “As nossas aulas são atualizadas e trazem aspectos culturais e regionais, sem esquecer do global. Além disso, as aulas são interativas, através dos chats, e, por conta do satélite bidirecional, o professor vê o estudante e vice-versa. Além de garantir que o estudante conclua o Ensino Médio, o EMITEC aponta altos índices de aprovação no vestibular em universidades públicas, em áreas como Engenharia Ambiental, Física e Zootecnia”, pontuou.

Sobre o EMITEC – Nas telessalas em todos os territórios da Bahia, os estudantes contam com a presença de professores mediadores, que fazem a interlocução de dúvidas para os professores em estúdio e aplicam as avaliações, que são por área e interdisciplinares. Os conteúdos são veiculados a partir de uma moderna plataforma de telecomunicações, por meio de solução tecnológica desenvolvida especialmente para o programa, que inclui possibilidades de videoconferência e acesso simultâneo à comunicação interativa entre usuários, empregando IP (Internet Protocol), por satélite VSAT (Very Small Aperture Terminal). Após as aulas, os vídeos são editados e disponibilizados no endereço eletrônico http://emitec.educacao.ba.gov.br/, que também oferece material didático de apoio.

Educadores destacam ações planejadas durante a Semana Pedagógica

Esta semana foi de muito trabalho coletivo, discussões e planejamento para os professores, coordenadores pedagógicos e gestores da rede estadual de ensino. Durante cinco dias, eles elaboraram propostas, participaram de mesas-redondas, oficinas e palestras com o intuito de programar as atividades e ações a serem desenvolvidas no ano letivo de 2019, que será iniciado nesta segunda-feira (11), em todas as unidades de ensino da rede estadual.Exibindo 04.02 - Semana Pedagogica no Colégio Estadual Norma Ribeiro Fotos Gabriel Carvalho (31).JPG

O vice-diretor do Colégio Estadual Governador Roberto Santos, em Salvador, José Domingos, falou sobre a importância do trabalho. “Discutimos todas as propostas para a implantação do Novo Ensino Médio e que precisam ser consolidadas através das três áreas do conhecimento, por meio das reuniões de Atividade Complementar (AC), em que cada professor irá discutir a forma interdisciplinar e transdisciplinar na elaboração dos instrumentos avaliativos”, afirmou o gestor.

Para a diretora Mônica Ramos de Oliveira, do colégio Estadual Antônio Bahia, localizado em Conceição do Coité (223 km de Salvador), a Semana Pedagógica foi muito produtiva. “Definimos o calendário cultural com a adesão dos projetos estruturantes e, a partir disso, planejamos o Sarau Social, que será realizado no dia 8 de março, em comemoração ao Dia da Mulher, no qual teremos atendimento em Saúde para as mulheres e apresentações culturais. Outros destaques serão a festa junina, com a apresentação da nossa quadrilha, que é a única quadrilha escolar da cidade e o TransformaÊ, que acontecerá no dia 20 de setembro, com apresentações das ações de protagonismo dos alunos. Além disso, faremos simulados por unidade para os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Já para o Ensino Fundamental, realizaremos os conselhos de classe por unidade envolvendo a participação das famílias e dos estudantes”, revelou.

Sobre a Semana Pedagógica – A iniciativa está sendo realizada duas vezes por ano, desde 2017, e neste primeiro momento de 2019, os professores, gestores e coordenadores pedagógicos fizeram um planejamento coletivo baseado no tema “Pilares para a garantia do direito de aprender: currículo, formação, acompanhamento e avaliação”. Durante os cinco dias de encontro, os participantes discutiram ações e atividades, bem como avaliaram o conteúdo e as estratégias de articulação entre os projetos e o currículo escolar, tendo em vista a melhoria da aprendizagem.

Estado nomeia novos coordenadores pedagógicos aprovados no concurso da Educação

O Governo do Estado, por meio das Secretarias da Administração (Saeb) e da Educação (SEC), publica nesta sexta-feira (1°), no Diário Oficial do Estado (DOE), a nomeação de 400 coordenadores pedagógicos aprovados no concurso para a rede estadual de ensino da Bahia.

 Exibindo concursoPublico_1003.png

 

O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa nas redes sociais na última terça-feira (29), como cumprimento do compromisso firmado pela administração estadual aos candidatos convocados pelo certame. A nomeação deste novo quantitativo observa o disposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), considerando que os gastos do Estado com pessoal, apurados recentemente, estão abaixo do limite prudencial de 46,17%.

 

O senador Walter Pinheiro, que esteve à frente da gestão da Secretaria da Educação quando o concurso foi lançado, destaca a importância desta convocação. “A nomeação destes profissionais comprova a prioridade que o Governo da Bahia tem dado à Educação, uma vez que com isso todas as escolas da rede estadual passarão a contar com uma coordenação pedagógica, o que vai fortalecer ainda mais o eixo mais importante da rede estadual que é o pedagógico”.

 

Lançado em novembro de 2017, o concurso ofertou 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. O concurso recebeu 103,5 mil inscritos, com mais de 41 mil habilitados. A primeira nomeação, publicada em 16 de janeiro deste ano, contemplou 2.089 professores e 200 coordenadores pedagógicos. Os 400 coordenadores pedagógicos nomeados nesta sexta-feira (1°) serão distribuídos entre 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), de acordo com a ordem de classificação.

Começa segunda-feira (4) a Semana Pedagógica nas escolas estaduais

Professores, gestores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino estarão reunidos, entre os dias 4 e 8 de fevereiro, na Semana Pedagógica 2019, com o objetivo de planejar o ano letivo 2019. Este ano, a atividade terá como tema “Pilares para a garantia do direito de aprender: currículo, formação, acompanhamento e avaliação”. Durante os cinco dias de encontro, os participantes irão discutir ações, bem como avaliarão o conteúdo e as estratégias de articulação entre os projetos e o currículo escolar, tendo em vista a melhoria da aprendizagem.

 Exibindo 127251.png

A programação da Semana Pedagógica inclui: apresentação sobre o Novo Ensino Médio; linha do tempo “Escuta Inspiracional à elaboração do Currículo Bahia”; apresentação dialogada para saber como fica o planejamento da unidade escolar a partir das orientações gerais do Currículo Bahia e, também, referente às orientações pedagógicas para o acompanhamento da aprendizagem dos estudantes. Outros destaques são oficinas sobre temas como Refletindo sobre competências e habilidades; Refletindo sobre aprendizagem contextualizada no século XXI; Avaliação da aprendizagem; Trajetórias de sucesso escolar; e Análise situacional através de matriz swot.

A diretora de Ensino Médio do Estado, Tereza Farias, destaca que um diferencial da Semana Pedagógica é que cada dia de discussão irá gerar um produto como resultado das oficinas. Este material chegará à Secretaria da Educação através dos Formulário da Google, com os dados já tratados, podendo gerar tabelas e gráficos para sinalizar quais as maiores demandas que as escolas apresentaram nas discussões pedagógicas. “A gente vai conseguir, em tempo real, logo após acabar a Semana Pedagógica, ter o produto do que foi discutido nas escolas e esse material vai nos ajudar a pensar e replanejar as prioridades que as escolas identificaram em relação a currículo, acompanhamento, avaliação e formação”.

A Semana Pedagógica 2019 abordará, também, os indicadores educacionais nas escolas públicas do Estado a partir dos pilares currículo, formação, acompanhamento e avaliação. “Ao longo dos cinco dias, vamos discutir como garantir o direito de aprendizagem dos estudantes da Educação Básica. Então, discutiremos a avaliação partindo dos indicadores educacionais do Estado. É importante que os gestores, coordenadores e professores conheçam e se apropriem, por exemplo, de quais são os dados da proficiência da rede e qual foi o resultado que tivemos na última edição do SAEB (Sistema de Avaliação da Educação Básica), em especial do Ensino Médio, em que passamos um número maior de escolas avaliadas, pelo caráter censitário da avaliação”, pontua.

A discussão sobre avaliação será iniciada, ainda segundo Tereza Farias, do diagnóstico de como a escola está fazendo seus procedimentos de avaliação da aprendizagem. “Também vamos apresentar e discutir o currículo referencial do Estado, que é o Currículo Bahia para o Ensino Fundamental, e o novo currículo que começa a surgir para o Ensino Médio, discutindo as novas arquiteturas curriculares que estará implementada de forma plena na rede estadual, a partir de 2020”.  Os dois últimos dias serão reservados para os pilares acompanhamento e formação. “Tanto para pensar o acompanhamento das aprendizagens dos estudantes ao longo das três unidades letivas, quanto para pensar a formação continuada no lócus da escola. Serão cinco dias intensos de trabalho pedagógico, estudos teóricos e desenvolvimento de oficinas práticas que vão trazer o produto de planejamento para a escola”, acrescentou.

Termina nesta terça-feira (29) a matrícula na rede estadual de ensino

Mais de 652 mil estudantes já foram matriculados na rede estadual de ensino, até a manhã desta segunda-feira (28), penúltimo dia de matrícula nas escolas estaduais. Estes dois últimos dias são direcionados aos alunos novos do Ensino Médio que vêm da rede particular ou de outros Estados. No caso, o processo só pode ser realizado presencialmente, em qualquer colégio da rede, e se dará em diferentes modalidades, como Educação Profissional e Educação de Jovens e Adultos (EJA). A matrícula poderá ser feita em qualquer unidade da rede mesmo que não seja a escola onde o aluno vai estudar.

 Matrícula 2019 no colégio Davi Mendes - Foto. Josenildo Almeida (5)

Vinda de escola particular, Franciele Jesus dos Santos, 15, foi fazer a sua matrícula no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Nilton Sucupira, no bairro de Mussurunga, em Salvador, na companhia dos pais. A estudante irá cursar o 1º ano do curso técnico em Informática. “Estou na maior expectativa e acredito que vai ser proveitoso. Senti um pouco ter mudado da escola porque deixei amigos, mas, como todos moram em Mussurunga, vamos sempre nos rever, ainda que não na mesma frequência”, revelou a aluna.

A mãe de Franciele, Jacione Jesus Dalva, ao lado do marido, Luís Carlos dos Santos, destacou a referência da unidade escolar como a primeira razão de ter escolhido para matricular a filha. “Eu e o pai dela estudamos aqui, já conhecemos a seriedade do trabalho da escola, que é feito com muito comprometimento. Então, sei que nossa menina vai ter uma Educação de qualidade. A questão financeira também pesou porque estou desempregada e para meu marido sozinho bancar os estudos dela em uma escola particular estava complicado”.

A estudante Emile Freitas, 15 anos, acompanhada de sua mãe, Eliana Silva, também falou sobre suas expectativa e ansiedade de estudar no CEEP Nilton Sucupira, após estudar em escola particular. “Estou otimista, empolgada e focada nos estudos”, contou a filha de dona Eliana, que também falou sobre suas expectativas. “Queria colocá-la em um curso técnico por achar muito importante para o futuro profissional dela. E a hora é agora, que ela vai fazer o 1º ano do Ensino Médio na modalidade Educação Profissional”.

No Colégio Estadual Padre Palmeira, também em Mussurunga, Cleber da Silva 32, fez nesta segunda a sua matrícula para o Formativo 3 da Educação Profissional e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Ele se enquadra nos casos dos alunos que já foram da rede estadual, mas deixaram de estudar antes de concluir o Ensino Médio. “Parei em 2003 e nesse meio tempo fiz vários cursos e trabalhei como eletricista, que é a minha profissão. Agora vou estudar à noite, perto de casa e com dois anos estarei com meu certificado de conclusão. Vai valer a pena”, disse.

Documentação – Para a efetivação da matrícula, deverão ser apresentados na unidade escolar os seguintes documentos: original do Histórico Escolar ou do Atestado de Escolaridade (que deve ser substituído pelo original do Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Nascimento; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU e cartão de crédito ou TV por assinatura). Neste ano, se tornou obrigatória a apresentação da original e cópia da Carteira de Vacinação para estudantes com até 18 anos.

O ano letivo de 2019 da rede pública estadual começará no dia 11 de fevereiro e se encerrará no dia 16 de dezembro, totalizando uma carga horária mínima de 800 horas, distribuídas em 200 dias letivos.

Cronograma de matrícula

Segunda (28) e a terça (29) – Alunos novos do Ensino Médio que vêm da rede particular ou de outros Estados. Neste caso a matrícula só poderá ser feita presencialmente, em qualquer colégio da rede, e se dará nas diferentes modalidades, como exemplo Educação Profissional e Educação de Jovens e Adultos.

Quinta-feira (31) – Confirmação de matrícula para os estudantes com necessidade especial (deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação, com ou sem diagnóstico comprovado) que fizeram a inscrição na pré-matrícula, no mês de novembro. Os pais ou responsáveis deverão comparecer à unidade escolar indicada no cadastro no dia 31 (quinta-feira) para a entrega da documentação exigida para a consolidação do processo.

Abertas inscrições para educadores solicitarem remoção de escolas

A Secretaria da Educação do Estado realiza, até o dia 28 de janeiro, as inscrições do processo seletivo para educadores efetivos integrantes do quadro do magistério dos Ensino Fundamental e Médio, que tenham interesse na remoção para outra unidade de ensino. Para a efetivação da inscrição, o servidor deve preencher e protocolar o formulário de requerimento de remoção, disponibilizado no edital, nos SAC Educação, em Salvador, e em Feira de Santana, ou nas sedes dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE), no interior.

 Foto 4 - Pratica do e-NOVA no Colegio Luis Fernando Macedo - foto-Claudionor Jr (2)

O servidor somente poderá se inscrever para preenchimento de vaga em disciplina dos Ensinos Fundamental e Médio ou da Educação Profissional, compatível com sua habilitação, nível de atuação e disciplina de concurso ou enquadramento. Na classificação, será habilitado o educador que cumprir integralmente os requisitos estabelecidos no Edital como, por exemplo, não ter sido removido nos últimos dois anos; não estar em licença para tratar de interesse particular; ou não estar em estágio probatório. Em caso da necessidade de desempate pela vaga, serão observados os seguintes critérios: grau mais elevado na carreira; menor número de faltas ao serviço e maior idade.

Ainda terá preferência na remoção, independentemente da sua colocação, o servidor que esteja doente, para a localidade onde deva se tratar; tenha cônjuge ou filho doente, para a localidade onde o tratamento deva ser feito; seja arrimo, para a localidade onde resida a família; e seja casado, para a localidade onde resida o cônjuge. Devem ser indicadas três opções de unidades escolares relacionados em ordem decrescente de prioridade, seja no mesmo município ou fora dele.

A classificação inicial será divulgada no dia 31 de janeiro no Diário Oficial do Estado (DO). Os servidores poderão realizar interposição de recursos no dia 1º de fevereiro e o resultado final será divulgado no dia 7 de fevereiro, também no Diário Oficial do Estado.

Matrícula na rede estadual será destinada aos concluintes do Ensino Fundamental nesta quarta e quinta-feira (23 e 24/01)

A matrícula para o ano letivo da rede estadual de 2019 prossegue nesta quarta (23) e  na quinta-feira (24) para os estudantes concluintes do 5º e 9º ano do Ensino Fundamental da rede municipal de ensino. O processo poderá ser realizado em qualquer colégio da rede estadual e via internet, no caso da capital baiana e mais 59 municípios, a exemplo de Salvador, Camaçari, Lauro de Freitas, Feira de Santana, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Paulo Afonso, Porto Seguro e Vitória da Conquista. Confira a lista das cidades abaixo.

Matrícula 2019 no Col. Bolivar Santana - foto. Emerson Santos (6)

“Este ano, dobramos o número de municípios participantes do processo de matrícula via web em relação ao ano passado, quando tivemos somente 26 cidades”, destaca a diretora de Atendimento da Rede Escolar, Eliana Carvalho. Eliana explica, que a matrícula nestes municípios poderá ser feita pela internet ou em qualquer escola da rede estadual, mesmo não sendo na escola que o estudante irá estudar.

A diretora enfatiza que foi firmada uma parceria com os municípios de Salvador e Lauro de Freitas para que as escolas municipais também possam fazer a matrícula dos alunos que irão migrar para a rede estadual. “É importante destacar que as unidades escolares das redes municipais de Salvador e Lauro de Freitas estarão abertas nesta quarta-feira (23) para o atendimento desta demanda”, acrescentou.

Nas demais cidades, a matrícula para estes estudantes só poderá ser feita presencialmente nas escolas. Para a efetivação da matrícula, deverão ser apresentados na unidade escolar os seguintes documentos: original do Histórico Escolar; original e cópia da Cédula de Identidade ou Certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito ou TV por assinatura); e original e cópia da Carteira de Vacinação.

O ano letivo de 2019 começará no dia 11 de fevereiro e se encerrará no dia 16 de dezembro, totalizando uma carga horária mínima de 800 horas, distribuídas em 200 dias de efetivo trabalho escolar, excluído o tempo reservado à avaliação fina.

Cronograma de matrícula

 

– Quarta (23) e na quinta (24) – Concluintes do 5º e do 9º ano do Ensino Fundamental das redes municipais de ensino. A matrícula poderá ser feita em qualquer colégio da rede estadual e via internet para os alunos da capital baiana e de mais 59 municípios. Em Salvador e Lauro de Freitas as escolas municipais estarão abertas para fazer a migração dos estudantes para a rede estadual.

– Sexta-feira (25) – Novos alunos do Ensino Fundamental vindos da rede particular de ensino ou de outros Estados e que passarão a integrar a rede estadual. O processo será feito somente presencialmente, em qualquer escola estadual.

 

– Segunda (28) e a terça (29) – Alunos novos do Ensino Médio que vêm da rede particular ou de outros Estados. A matrícula, neste caso, também só poderá ser feita presencialmente, em qualquer colégio da rede, e se dará nas diferentes modalidades, como exemplo Educação Profissional e Educação de Jovens e Adultos.

Quinta-feira (31) – Confirmação de matrícula para os estudantes com necessidade especial (deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação, com ou sem diagnóstico comprovado) que fizeram a inscrição na pré-matrícula, no mês de novembro. Os pais ou responsáveis deverão comparecer à unidade escolar indicada no cadastro no dia 31 (quinta-feira) para a entrega da documentação exigida para a consolidação do processo.

 

Matrícula pela INTERNET

Concluintes do 5º e 9º ano do Ensino Fundamental – Salvador

Concluinte do 9º ano do Ensino Fundamental

1- Abaré

  1. Acajutiba
  2. Aiquara
  3. Alagoinhas
  4. Baixa Grande
  5. Barreiras
  6. Barro Preto
  7. Barrocas
  8. Bom Jesus da Lapa
  9. Cairu
  10. Camaçari
  11. Camamu
  12. Carinhanha
  13. Chorrochó
  14. Coribe
  15. Dario Meira
  16. Dias d’Ávila
  17. Eunápolis
  18. Feira de Santana
  19. Firmino Alves
  20. Gloria
  21. Gongogi
  22. Guaratinga
  23. Ibiassucê
  24. Iguaí
  25. Ipirá
  26. Itaberaba
  27. Itororó
  28. Jequié
  29. Jitaúna
  30. João Dourado
  31. Lamarão
  32. Lauro de Freitas
  33. Luís Eduardo Magalhães
  34. Macaúbas
  35. Macururé
  36. Madre de Deus
  37. Maiquinique
  38. Mata de São João
  39. Matina
  40. Nilo Peçanha
  41. Nova Ibiá
  42. Paulo Afonso
  43. Pindobaçu
  44. Pirai do Norte
  45. Potiragua
  46. Porto seguro
  47. Riachão
  48. Do Jacuípe
  49. Riacho de Santana
  50. Santa Cruz da Vitória
  51. Santaluz
  52. São Gabriel
  53. Serra do Ramalho
  54. Serrinha
  55. Simões Filho
  56. Tapiramutá
  57. Vitória da Conquista
  58. Xique-xique