Estado promove mais de 1.600 professores e coordenadores pedagógicos por titulação acadêmica

Como parte da política de valorização dos profissionais da Educação, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou, nesta quinta-feira (25), a progressão funcional por avanço vertical para 1.635 professores e coordenadores pedagógicos dos Ensinos Fundamental e Médio, da carreira do magistério estadual. A ação é resultado de cursos de pós-graduação realizados pelos educadores, sendo 1.189 por especialização, 404 por mestrado e 42 por conclusão de cursos de doutorado. Estes educadores já receberão na folha de pagamento do mês de junho, retroativo a 1º de maio.
prof2
“A progressão funcional por avanço vertical traz um ganho salarial para os professores e coordenadores pedagógicos, mas, principalmente, deve resultar na qualidade da Educação, tendo em vista que estes profissionais desenvolvem pesquisas e ampliaram seus conhecimentos durante suas pós-graduações. Portanto, é mais um reconhecimento do Estado pelo aperfeiçoamento profissional dos educadores e, com isso, os estudantes também serão beneficiados”, afirma o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

>> Clique aqui para acessar a lista.pdf

A professora Emanuelle Santos de Carvalho Cardoso, do Colégio Estadual Inácio Tosta Filho, em Itabuna, região Sul da Bahia (436 km de Salvador) foi uma das beneficiadas com a progressão funcional. Lecionando há 10 anos, ela destaca a importância deste benefício para a sua carreira no magistério estadual. “A progressão representa, para mim, o reconhecimento do esforço, da dedicação e da determinação do professor, que sai da zona de conforto e busca ampliar seus conhecimentos para ter uma base mais sólida para lidar com os alunos, que, hoje, com acesso a tanta informação, trazem questionamentos que exigem mais desse professor. Para mim é uma dose a mais de incentivo para continuar me aperfeiçoando profissionalmente”, comemora.
Com esta progressão, um professor da rede estadual com carga horária de 40 horas, terá uma remuneração inicial de R$ 3.332,05, com mestrado de R$ 3.971,31 e com doutorado de R$ 4.725,86.

Fotografia auxilia estudantes de Barreiras a conhecer e ajudar na conservação do Cerrado

03_14
A fotografia tem se revelado como um importante instrumento de ensino e aprendizagem para os estudantes das escolas estaduais que participam das oficinas do Centro Juvenil de Ciência e Cultura de Barreiras (CJCC), no Oestre Baiano, a 962 km de Salvador. Por meio de visitas de campo ao Parque Fiorante Galvani, o primeiro e único centro de conservação e Educação Ambiental do Cerrado baiano, os estudantes exercitam técnicas de fotografias aprendidas em sala de aula e lançam um olhar diferenciado para este que é o segundo maior bioma da América do Sul.
Como resultado, os alunos capturam imagens especiais e desenvolvem uma maior consciência sobre a necessidade do cuidado e da conservação da biodiversidade que o Cerrado envolve. “O Cerrado é muito importante para a nossa região. Em visita ao Parque, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer a conservação, a pesquisa e a reprodução de animais que vivem naquele lugar, como estes animais, alguns até ameaçados de extinção, vivem e como se alimentam. A ideia é despertar nos estudantes o sentimento de pertencimento do local onde vivem e mostrar a importância do bioma para o país, não só para a nossa região”, explica a professora do CJCC, Valdoiana Nascimento.
02_14
A estudante Lavínia Barbosa, 15 anos, que faz a oficina Trilha do Cerrado e acompanhou a turma da oficina de fotografia, falou sobre a experiência. “O que mais me chamou a atenção no Parque foi uma raposa que está sendo cuidada. Ela estava calma. Geralmente, quando um animal é maltratado ele fica agressivo e a raposa estava muito dócil. Aprendi muito sobre as capturas e os tratamentos dados aos animais que vivem lá”, comenta.
Leia também: 
Sua colega Adriane Maria Martins, 14 anos, que participa da oficina Fotografe, conta que a ideia da atividade é, além de conhecer o cotidiano do Parque, construir um vídeo com as fotos e mostrar para a comunidade escolar. “Após as visitas e pesquisas, estamos construindo um vídeo com a história do Parque e todo o trabalho executado no espaço e vamos exibí-lo no CJCC”, explica.
Centro Juvenil
Os Centros Juvenis de Ciência e Cultura são espaços dedicados à Educação complementar, ao lazer criativo, à interação social, ao conhecimento tecnológico, à Ciência e a tantas outras formas de saber que ultrapassem o conhecimento convencional. Criados por iniciativa da Secretaria da Educação do Estado, os centros estão instalados em Vitória da Conquista, Itabuna, Barreiras, Senhor do Bonfim e Salvador. Nos Centros Juvenis são realizados cursos e oficinas no turno oposto aos quais os estudantes da rede estadual estão matriculados.

Municípios podem realizar adesão ao Programa Saúde na Escola

palestrahigienebucal1
Os municípios podem realizar a adesão ao Programa Saúde na Escola (PSE), até o dia 14 de junho, no endereço egestorab.saude.gov.br. O programa terá duração de 24 meses e vai contemplar as escolas públicas do município, independente da esfera administrativa (estadual, municipal e/ou federal). Para a inscrição, os gestores responsáveis pelas secretarias municipais de educação devem indicar as escolas para a participação seguindo critérios, como as condições de vulnerabilidade dos estudantes.
O coordenador de Educação Ambiental e Saúde, Fabio Barbosa, da Secretaria da Educação do Estado, fala da importância da adesão dos municípios ao programa. “Considerando que a proposta do PSE vem na perspectiva da articulação entre políticas públicas, a adesão do município é o primeiro passo para as práticas de promoção e prevenção de agravos e doenças em crianças, adolescentes, jovens e adultos”, destaca.
Realizando ações há quatro anos, o Colégio Estadual Ypiranga, no 2 de Julho, promove uma série de atividades com os estudantes, junto à unidade de saúde do bairro, que envolvem vacinações, avaliações de saúde bucal e psicológica, além de palestras sobre diversos temas. “No colégio, nós mantemos um Grupo de Trabalho Intersetorial Local (GTIL) que é integrado por professores, alunos e agentes de saúde. Com isso buscamos, por meio de reuniões, perceber as necessidades da comunidade escolar e oferecer serviços focados nesta demanda”, destacou o professor Zulmiro Souza, articulador da Educação Integral na unidade.
Para Fabio, a criação do GTLI nas escolas é uma das ações incentivadas pela Secretaria. “Apesar do PSE seguir uma proposta de 12 ações, como o combate ao mosquito Aedes aegypti e promoção da segurança alimentar e nutricional, temos a consciência que alguns locais têm demandas específicas que podem ser identificadas pelos agentes sociais do local. Por isso, esse trabalho interno pode contribuir para que possamos ser mais eficientes em nossas ações”, afirmou.
Para a estudante 2º ano, Letícia Silva 16, do Colégio Estadual Ypiranga, o programa vem trazendo diversos benefícios para a comunidade escolar. “Termos essas atividades na escola promovem a saúde dos estudantes de forma regular. Isso é muito importante pois interfere diretamente na condição de aprendizado. Desde o ano passado participo do GTLI e estou bastante motivada para mobilizar os colegas para as atividades que realizamos e vamos realizar durante o ano letivo”, conta.
PSE - O Programa Saúde na Escola é uma política intersetorial, regido pela Portaria Interministerial nº. 1.055, de 25 de abril de 2017, na qual a articulação, principalmente, dos setores da educação e da saúde, é indispensável para efetividade das ações. O objetivo principal é a atenção integral à saúde dos educandos da rede pública, através de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde de forma a empoderá-los para o reconhecimento e, consequentemente, o enfrentamento das situações que os tornam vulneráveis e que possam vir a comprometer o seu pleno desenvolvimento.

Terminam nesta sexta-feira (19) as inscrições para o ENEM

800x400
Os estudantes têm até esta sexta-feira (19) para fazer a inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), cujas provas serão realizadas nos dias 5 e 12 de novembro. Durante toda a semana, professores e gestores das escolas estaduais estão auxiliando os estudantes no processo. Por meio da campanha ENEM 100%, da Secretaria da Educação do Estado, as escolas estão disponibilizando os laboratórios de informática, secretarias e outras salas com computadores e acesso à Internet para que os estudantes garantam suas inscrições para o exame.
A estudante Gisele Torres, 16 anos, já fez a inscrição, na sala da direção, no Colégio Estadual Rômulo Almeida, no bairro do Imbuí, em Salvador e fala que os apoios da escola e da gestão foram essenciais. “Estou feliz porque agora estou, oficialmente, concorrendo ao ENEM. A minha opção foi pelo curso de Medicina, pois o meu sonho é ser pediatra para cuidar das crianças. Então, hoje pode ser o início dessa caminhada rumo à faculdade”, conta. A colega Andreza Reis, 17 anos, também fala sobre este respaldo. “Já estava preocupada porque, em casa, estava dando erro. Felizmente, o diretor Elísio me incentivou e ajudou para que tudo desse certo no final”.
Além de apoio para as inscrições, o ENEM 100% envolve várias ações articuladas, como a realização de aulões e simulados. Para auxiliar os estudantes na preparação para as provas a Secretaria da Educação do Estado disponibiliza também mais de quatro mil conteúdos digitais educacionais no Ambiente Educacional Web. São conteúdos de todas as disciplinas das áreas de conhecimento, inclusive videoaulas, e de todos os níveis de ensino, produzidos e/ou catalogados por educadores da Rede Anísio Teixeira.
Isenção
Os estudantes da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual de ensino possuem isenção garantida na inscrição do ENEM. Para isto, eles devem informar, no ato da inscrição, o seu CPF e a data de nascimento. Com esses dados, o sistema identifica automaticamente quem são os alunos de escolas públicas e o valor, que seria de R$ 82, é liberado. A inscrição pode ser feira através do portal do Inep.
A rede estadual tem 125 mil alunos matriculados no 3º ano do Ensino Médio aptos a realizarem o ENEM.

Secretaria da Educação do Estado realiza cadastro dos líderes de classe

Os 42 mil líderes e vice-líderes de classe eleitos nas escolas da rede estadual de ensino já estão colocando em prática as suas atribuições. Eles são os interlocutores da turma junto à comunidade escolar e, agora, devem articular e propor melhorias para a ambiência na unidade de ensino. Um dos primeiros passos é preencher o questionário “Quem é você, líder?”, até dia 1º de julho, disponível no Portal da Educação, através do link: http://estudantes.educacao.ba.gov.br/o-que-e-ser-lider.

thumbnail_Eleição de Lideres de Classe no Col.Bento Gonçalves 015

De acordo com Helaine Souza, coordenadora de Articulação dos Projetos Estruturantes da Secretaria da Educação do Estado, o questionário foi elaborado para identificar o perfil dos (as) líderes atuantes nas unidades escolares da rede estadual. “Os dados preenchidos subsidiarão práticas pedagógicas direcionadas ao contexto e anseios dos estudantes e poderão orientar os professores, gestores e a própria Secretaria da Educação na busca pela melhoria das aprendizagens significativas, e com foco na formação humana integral”, informa.

Além de campos para preenchimento de dados pessoais, o questionário inclui levantamento de informações sobre opções de leitura, rotina de estudos, atividades culturais, participação em movimentos sociais, utilização de redes sociais, escolha da futura profissão e outras.

Plano de Ação – Uma das principais atribuições de um líder de classe é elaboração de um Plano de Ação que contemple as necessidades da unidade escolar relativas à melhoria do processo de ensino e aprendizagem, respeitando as legislações vigentes e os trâmites administrativos da unidade escolar, contribuindo para a manutenção do clima escolar colaborativo.

Clique aqui para baixar o modelo do Plano de Ação: (http://estudantes.educacao.ba.gov.br/planolider).

O Plano deverá ser elaborado a partir de reuniões com os líderes de todos os turnos da escola e contemplar ações nas áreas administrativa, relacional e/ou pedagógica. O documento resultante das demandas e discussões coletivas devem refletir os anseios que os líderes visualizam para as suas escolas. Para isso, são pensadas estratégias para a concretização das ações contidas no Plano a ser revisado a cada dois meses.

Formação - Cada unidade de ensino deve reunir os líderes de classe e propor uma formação na qual serão discutidos alguns temas. A Secretaria da Educação está indicando três temas: ‘Educação para o Século XXI: as competências socioemocionais na escola’; ‘Curto e/ou compartilho: educomunicação, autoria e empoderamento’ e ‘O mundo, minha aldeia: sociedade de consumo x sociedades sustentáveis’.

Clique aqui para fazer o download dos textos:http://estudantes.educacao.ba.gov.br/materialdeapoioliderdeclasse

Estão abertas as inscrições para IV Concurso Escritores Escolares de Poesia e Redação

Estão abertas, até o dia 14 de junho, as inscrições para o IV Concurso Escritores Escolares de Poesia e Redação, voltado para estudantes do ensino fundamental I, II e ensino médio – de escolas públicas e particulares de todo o estado. A iniciativa é da A Fundação Pedro Calmon/SecultBa, através da Diretoria do Livro e Leitura (DLL).
148163531601062016camilasouzasecomba
Cada estudante pode se inscrever com apenas um poema ou uma redação − ficcional ou não – inédita e de tema livre. Este ano os estudantes vão concorrer a notebooks, tablets, leitores de livros digitais e kits livro. Para saber mais informações acessar o site da Fundação Pedro Calmon, onde também podem ser encontrados a ficha de inscrição, o regulamento, os textos premiados nos anos anteriores e dicas de escrita criativa.
As inscrições devem ser feitas, presencialmente, na sede da Fundação, em Salvador, de segunda a sexta-feira, no horário das 09h às 12h e das 14h às 17h30 devendo ser protocoladas na sede da Fundação Pedro Calmon, no endereço: Av. Sete de Setembro, 282, Edf. Brasilgás, sala 09, 4º andar, Centro, Salvador (BA), CEP: 40.060-001, ou por via postal (enviadas pelos correios) com Aviso de Recebimento (AR).
Anexos seguem ficha de inscrição com termo de autorização dos pais, regulamento, cards para divulgação em redes sociais e WhatsApp, o cartaz que pode ser impresso e colocado nas escolas e uma apresentação de slides para a divulgação do concurso em sala de aula.

Projeto Educação Empreendedora vai capacitar 50 mil jovens

18556612_804089589767954_4063738460240319331_o

Promover a cultura empreendedora e capacitar os baianos para dinamizar ainda mais a economia da capital e também do interior. Estas são as metas do projeto Educação Empreendedora, desenvolvido pelo Governo do Estado, em parceria com o Sebrae-BA. Lançado pelo governador Rui Costa, o projeto vai levar cursos de qualificação para os 27 Territórios de Identidade da Bahia, capacitando professores e estudantes para alcançar mais de 50 mil jovens baianos até 2018, sendo 40 mil alunos da educação básica e 10 mil da educação profissional. O lançamento ocorreu no Centro Educacional Carneiro Ribeiro – Escola Parque, no bairro da Caixa D´Água, em Salvador.

O lançamento do Projeto foi realizado nesta terça-feira (16), pelo Governador Rui Costa e pelo Secretário de Educação Walter Pinheiro, contando com a presença de todos os superintendentes, equipe da Secretaria, Gestores dos Centros de Educação Profissional, Estudantes, Professores e todos os Diretores Regionais entre eles a Diretora do Núcleo Territorial de Educação-11 Maria Aparecida Vasco das Chagas, da Vice-diretora do Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Rio Grande (CETEP) Fernanda Suely Souza da Paz e da Vice-diretora do Colégio Estadual Luís Viana Mara Nanda de Oliveira Dias.

“Senti-me honrada em participar do lançamento do Projeto Educação Empreendedora, pois acredito que este contribuirá para o fortalecimento do Ensino Médio no que diz respeito à preparação básica para o mundo do trabalho. Ressaltando ainda que além de preparar, esse projeto incentiva o desempenho escolar oportunizando o Estudante para o primeiro emprego. Sendo assim, parabenizo o Governador Rui Costa, o Secretario Walter Pinheiro e o Superintende Durval Libânio pela iniciativa e parceria com o Sebrae, em prol do fortalecimento da Escola Pública”. Maria Aparecida Vasco das Chagas Diretora do NTE-11 Barreiras.

Para a vice-diretora do CETEP Fernanda Suely, o encontro foi muito importante, percebe-se o empenho e vontade em qualificar verdadeiramente a Educação Profissional, através da fala do governador Rui Costa, do Secretário Walter Pinheiro e do  Superintende Durval Libânio.

18489619_804089769767936_440835334761192640_o

programa Primeiro Emprego. O objetivo é identificar egressos para atuar nas secretarias de 150 unidades escolares, ampliando, ainda mais, a inserção dos jovens no mundo do trabalho. O governador Rui Costa pediu aos estudantes que eles atualizem seus dados. “Estamos em uma busca ativa dos jovens egressos da escola técnica para oferecer uma oportunidade, mas esbarramos na dificuldade de encontrá-los por falta de informações ou dados equivocados no cadastro. Queremos gerar nove mil vagas no setor público e estamos trabalhando para gerar mais nove mil na iniciativa privada. Então peço que vocês preencham e os professores orientem os alunos na importância desse cadastro”, destacou Rui.

A ideia do programa é inserir nove mil jovens no mercado de trabalho até o final de 2018. Para isso, é importante que os estudantes estejam com seus dados cadastrais atualizados no banco de dados da Secretaria Estadual de Educação. A atualização pode ser feita pela internet, no site ou ainda na unidade escolar em que o estudante está matriculado ou que concluiu seu curso. Até o momento, um total de 7.214 egressos e estudantes da rede estadual foram convocados, sendo que 2.257 deles já foram encaminhados para postos de trabalho.

Estudantes concluintes do Ensino Médio têm gratuidade no ENEM

Os estudantes da 3ª série do Ensino Médio da rede estadual de ensino possuem isenção garantida na inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Para isso, eles devem informar, no ato da inscrição, que acontece até o dia 19 de maio, o seu CPF e data de nascimento. Com esses dados, o sistema identifica automaticamente quem são os alunos de escolas públicas e o valor, que seria de R$ 82, é liberado. A inscrição pode ser feira através do portal do Inep.
simulado-enem-no-colegio-estadual-ruben-dario-foto-suami-dias-30
Quem também pode ter direito à isenção são os estudantes que não são concluintes (os treineiros) ou os que já finalizaram o Ensino Médio e que são cadastrados no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e ter o Número de Identificação Social (NIS).
A Secretaria da Educação do Estado da Bahia, por meio da campanha Enem 100%, está mobilizando as escolas da rede para que os estudantes realizem as inscrições em suas próprias unidades escolares. Nesta quinta-feira (11), será o “Dia E”, no qual todas as escolas irão disponibilizar para esses estudantes as suas estruturas como laboratórios de informática, secretarias e demais salas que contenham computadores com acesso à internet.
“Nós estamos pedindo que todos os gestores escolares das escolas de ensino médio estejam mobilizados a esta ação, na qual não será preciso mudar a rotina da escola, mas apenas criar um cronograma de atendimento para que todos os estudantes possam, de grupos em grupos, realizar suas inscrições. Nossa meta é garantir que 100% dos estudantes, ou seja, 125 mil que estão cursando a 3ª série do Ensino Médio, possam se inscrever tendo o apoio da escola”, destaca a coordenadora de Ensino Médio da Secretaria da Educação, Tereza Santos Farias.
Documentação
O estudante que ainda não possui o documento necessário para a inscrição, ou seja, o CPF, ainda pode providenciar. A emissão pode ser feita em um dos 12 postos do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) ou em um dos 61 Pontos Cidadãos, distribuídos em todo o estado (confira a lista abaixo). Além disso, o estudante que tem de 18 a 25 anos de idade e que possui o título de eleitor, tem como solicitar o documento gratuitamente pela internet, através do site da Receita Federal. O CPF também pode ser feito nas agências dos Correios, que custa R$ 7, Banco do Brasil, no valor de R$ 5,70, e na Caixa Econômica de qualquer município baiano. É necessário levar o RG e comprovante de residência (cópia e original).
Simulados
Os estudantes do Colégio Estadual David Mendes Pereira, localizado no bairro Pau da Lima, em Salvador, já estão se familiarizando com o formato das provas do ENEM. O colégio vai aplicar, até a próxima sexta-feira (12), provas de Matemática, Geografia, História, Biologia, Química e outras. Na atividade, que contará como avaliação da unidade, além de fixarem os conteúdos cobrados, os estudantes dos três turnos aprendem a lidar com questões como pontualidade, preenchimento de gabaritos e tempo de realização das provas. A iniciativa tem o objetivo de prepara-los para as provas do exame, que serão realizadas nos dias 05 e 12 de novembro.

Eleição do Colegiado Escolar

18423719_799108886932691_1479337441127840913_n

As escolas estaduais, pertencentes ao NTE-11 estão recebendo visitantes especiais, para a votação que escolherá os novos membros do Colegiado Escolar. A eleição, que prossegue até esta sexta-feira (12), levou às urnas pais, mães e responsáveis, que, com representação garantida no colegiado, poderão dar sugestões, acompanhar e fiscalizar as ações pedagógicas e administrativas da escola, juntamente com os demais membros eleitos, ou seja, estudantes, funcionários e representantes dos professores.

Para o Estudante do Colégio Estadual de Cristópolis Ronaldo Araújo, esse é um processo democrático, que conta com a participação efetiva de todos os segmentos da Unidade Escolar. O aluno que é candidato a presidente do Colegiado Escolar se diz muito animado e cheio de ideias inovadoras para sua Unidade Escolar.

18319112_799108826932697_3020049663790425164_o

 A diretora do Colégio Estadual Herculano Faria, localizado em Barreiras, Audemara, diz que a consolidação da gestão democrática na escola tem início com a eleição do Colegiado e se realiza com a participação efetiva dos representantes eleitos.

 

Inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio começam nesta segunda (8)

dsc0532
As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam nesta segunda-feira, 8, e ficam abertas até as 23h59 do dia 19 de maio. Para se inscrever, o candidato deve acessar a página eletrônica do exame. O prazo para pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 82, termina no dia 24 de maio, no horário de compensação bancária.
Três grupos têm direito à isenção do pagamento da taxa de inscrição. O primeiro deles é o de estudantes que concluíram o ensino médio em escolas da rede pública. Estes recebem a isenção automaticamente. O segundo se refere a membros de famílias de baixa renda em situação de vulnerabilidade socioeconômica – de acordo com os termos do Decreto 6.135/2007 – e que estejam inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Para isso, devem informar o Número de Identificação Social (NIS). Por fim, candidatos com renda familiar por pessoa igual ou inferior a um salário mínimo e meio e que cursaram todo o ensino médio na rede pública ou em escola particular como bolsistas integrais, conforme a Lei nº 12.799/2013.
A solicitação de isenção deve ser feita durante a inscrição, por meio da declaração de carência socioeconômica. O estudante saberá na mesma hora se o pedido foi aceito. Em caso negativo, o sistema vai gerar automaticamente a Guia de Recolhimento da União (GRU) para o pagamento da taxa. Aquele que tentar burlar as regras do exame pode ser eliminado a qualquer momento. O participante isento da taxa no Enem 2016 e que não compareceu à prova só terá direito à isenção no Enem 2017 se justificar o motivo da ausência no Sistema de Inscrição.
Mudanças
Até o ano passado, não havia a verificação das informações prestadas, o que permitia que pessoas que não se enquadravam no perfil acabassem se beneficiando com a isenção da taxa. Estudo realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) revelou que, em média, 50% dos estudantes que solicitavam o benefício não compareciam às provas do Enem.
“O sistema está preparado para qualquer tentativa de fraude. Temos, sim, uma preocupação com o uso do recurso público, mas também de aperfeiçoar o sistema e implementar uma cultura mais ética no processo”, destacou a diretora de Gestão e Planejamento do Inep, Eunice Santos.
Apenas em 2016, foram 42,1% de abstenções entre os que solicitaram a isenção. Já entre os estudantes que concluíram o ensino médio e tiveram abstenção automática, o percentual cai para 23,8%. O prejuízo aos cofres públicos foi calculado em R$ 226,17 milhões somente no ano passado.
Para fazer a inscrição, o candidato deverá informar o CPF e a data de nascimento. As informações serão cruzadas com o banco de dados da Receita Federal. Por isso, dados como nome do participante e da mãe, além da data de nascimento, não poderão ser alterados. Caso haja algum erro, é necessário procurar a Receita Federal para solicitar a correção. Nesse caso, a inscrição deverá ser concluída apenas após a retificação.