Secretaria da Educação integra escola e comunidade para a eleição do Colegiado Escolar

lancamento-do-colegiado-escolar-20174
Com o objetivo de aproximar, ainda mais, as famílias da escola e promover a gestão democrática e participativa, a Secretaria da Educação do Estado irá realizar a eleição do Colegiado Escolar para o biênio 2017/2019. A mobilização para o pleito, que acontecerá de 8 a 12 de maio em todas as unidades escolares da rede estadual, já começou. Nesta quinta-feira (23), gestores e presidentes dos colegiados das escolas da área do Núcleo Territorial de Educação Metropolitano de Salvador (NTE 26), participaram de uma formação com a presença do secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, no Centro Educacional Carneiro Ribeiro – Escola Parque, na capital, envolvendo todas as etapas do processo.
Durante o encontro, Pinheiro destacou a importância do Colegiado Escolar, que é composto pelo diretor da escola e representantes de professores, funcionários, estudantes, pais, mães ou responsáveis, para a melhoria da Educação. “A coisa mais importante desse processo é o envolvimento do Colegiado na gestão, na relação com a Secretaria e na busca de soluções para a Educação em cada unidade escolar. Portanto, mais que um processo eleitoral, eu diria que é um indicador que estamos muito preocupados com a gestão das escolas e o seu desempenho pedagógico. Então, o Colegiado Escolar cumpre um papel importante. Não é um reforço administrativo para o gestor e sim um reforço pedagógico”, afirmou.
Pinheiro destacou, ainda, que este é um momento especial por fomentar o diálogo com toda a comunidade escolar. “Este processo consolidado nos NTEs é fundamental para irmos promovendo uma reaproximação e melhor interação entre escolas, Núcleos e Secretaria, com o objetivo de transformar a sala de aula em algo extremamente agradável”.
O encontro, que reuniu cerca de 600 educadores, foi realizado durante todo o dia. Além da reunião com o secretário, os gestores e presidentes de Colegiados participaram de oficinas, com o objetivo de discutir o passo a passo para a construção do processo, desde a escolha da comissão eleitoral até o fechamento da ata final de votação, que é enviada para a Secretaria da Educação.
“Acho muito importante este encontro para qualificar ainda mais os membros do Colegiado e, assim, o trabalho na escola se torne cada vez mais democrático e participativo”, destacou o diretor do Colégio Estadual Rômulo Almeida, no bairro do Imbuí, Elísio Santos. O diretor da Escola Parque, Gedean Ribeiro, também opinou: “Esta reunião contribuiu para que a comunidade escolar se envolva mais no processo de escolha dos novos membros do Colegiado, fortalecendo a gestão democrática”.
O estudante Lucas Soares, 19 anos, atual presidente do Colegiado Escolar do Colégio Estadual Carlos Marighela, no bairro do Stiep, em Salvador, falou sobre a responsabilidade que assumiu e o fez crescer como estudante e cidadão. “Antes, eu era apenas um aluno que ia à escola para assistir às aulas. Quando assumi o Colegiado, passei a acompanhar de perto a vida do meu colégio e a aproximação com a gestão foi benéfica porque, hoje, os estudantes têm uma outra concepção sobre o seu papel na unidade. Eles estão mais comprometidos com o bem-estar de todos e cuidam mais do patrimônio que é de todos nós. Estamos, também, mais atentos com o entorno porque cuidar do que é nosso faz bem a todos”.

Estudantes desenvolvem ações socioambientais no Dia Mundial da Água

IMG-20170323-WA0014

Os estudantes da rede estadual de ensino realizaram, na quarta-feira (22), data em que celebra o Dia Mundial da Água, diversas ações socioambientais. O objetivo é alertar sobre a necessidade do uso consciente e racional dos recursos hídricos, de modo a assegurar os múltiplos usos pelas atuais e futuras gerações.

Os estudantes do Colégio Estadual Isabel Araujo, localizado em Formosa do Rio preto, participaram de uma caminhada levando cartazes com objetivo de conscientizar a população para o desperdício da água, em seguida assistiram uma palestra.

Nas palavras da estudante Eliana da Silva do referido Colégio, é um momento de reflexão, de se conscientizar para preservar esse bem tão precioso que é a água.

IMG-20170323-WA0016

No município de Angical a Escola Família Agrícola José Nunes da Mata promoveu uma passeata pelas ruas da cidade com a participação de toda a comunidade escolar e familiares dos estudantes.

“O dia mundial dá Água, é sem dúvida um momento muito importante para reflexão e ação da sociedade quanto ao seu uso. A Escola Família Agrícola, juntamente com outros segmentos, aproveitou a data, para lembrar a comunidade e principalmente o alunado da importância deste recurso que é insubstituível para o bem-estar do homem. ” Josete Diniz Gestora da Escola Família Agrícola.

Estudante de Barreiras transforma banana verde em biomassa e projeto é apresentado em São Paulo

Biomassa da banana pode ser usada para fazer bolos

O estudante Tailan de Melo, 20 anos, é um dos alunos da rede estadual de ensino que está representando as escolas estaduais na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que acontece de 20 e 27 de março, na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). Ele irá apresentar o projeto ‘Biomassa de banana verde como fonte alternativa de alimentação’, desenvolvido no curso técnico de Agropecuária do Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Rio Grande, em Barreiras, no Oeste baiano.

O projeto de iniciação científica aponta as propriedades desta fonte energética e nutricional valiosíssima e que muito contribui para gerar emprego e renda para pequenos produtores. Ao todo, seis projetos da rede estadual serão apresentados no evento, destacando as experiências desenvolvidas no âmbito do projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado da Bahia. “A expectativa é grande, estou ansioso e, ao mesmo tempo, muito feliz pelo reconhecimento. Espero mostrar o meu trabalho na FEBRACE e agregar novos conhecimentos na minha vida”, revela Tailan de Melo.

A biomassa de banana verde consiste em uma preparação feita com polpa de bananas verdes cozidas. Durante a pesquisa, foi constatado que parte da banana em estado verde é inutilizada e desprezada a céu aberto nos períodos de colheita e da maturação do fruto e, até mesmo, na seleção para a comercialização e o transporte entre lavouras. A biomassa verde impedirá este desperdício, fazendo com que o projeto tenha grande alcance social. “Então, o nosso trabalho tem uma enorme relevância social, não só pelo seu valor nutricional, mas também pelo seu baixo custo, podendo, assim, ser útil para a população mais carente. Para produzirmos um quilo de biomassa de banana verde, utilizamos uma dúzia do fruto, que pode ser comprado aqui em Barreiras a R$2,50”, completa Tailan.

 O professor e coorientador Rodrigo Moreno diz que uma das consequências do projeto é a intervenção social. “A partir dessa discussão, o uso da biomassa de banana verde está sendo estimulada junto à comunidade local como alternativa nutricional e barata. A partir dessa base, diversas receitas podem ser feitas, a exemplo de bolo, patê, brigadeiro e maionese”, afirma o professor.

Biomassa – A biomassa de banana verde pode ser utilizada na culinária como um espessante para dar mais consistência nas receitas culinárias, substituindo boa parte das receitas que utilizam, por exemplo, farinha de trigo, óleo, maionese e creme de leite, sem alterar o sabor ou interferir no sabor do prato. O preparo da biomassa de banana verde é simples e, quando feita em casa, pode ser guardada na geladeira por sete dias ou congelada por até dois meses. Para descongelar basta deixar a biomassa em temperatura ambiente ou aquecê-la em banho-maria. Veja o modo de preparo abaixo.

Valor nutricional – Um dos frutos mais consumidos do mundo, sendo o Brasil o segundo maior consumidor e o terceiro maior produtor, a banana tem uma enorme aceitabilidade social por conta do seu sabor e das suas características nutricionais. Nela, tem-se carboidratos, sais minerais (potássio, manganês, iodo e zinco), vitaminas B e C e ácido fólico. A banana, geralmente consumida madura, destaca o estudante, acaba desvalorizada comercialmente em seu estado verde.

“No entanto, os especialistas afirmam que os minerais estão em maior quantidade no fruto verde, que também apresenta grande concentração de fibras, carboidratos e amido, além de baixa concentração de sacarose, lipídeos e cinzas”, ressalta Tailan, destacando que a biomassa de banana verde contribui para o emagrecimento, porque as fibras promovem saciedade por mais tempo, bem como melhora a imunidade, contribui para o desenvolvimento da microbiota intestinal, reduz o risco de câncer de intestino, controla os níveis de colesterol, previne o diabetes e evita o acúmulo de gordura abdominal.

Modo de preparo da biomassa de banana verde

  • Retire dez bananas do cacho com cuidado, preservando os talos
  • Higienize as bananas com água e sabão
  • Coloque no fogo uma panela de pressão com água até a metade e deixe ferver
  • Assim que a água ferver, coloque as bananas higienizadas na água quente da panela de pressão para que levem choque térmico
  • Tampe e deixe em fogo alto até começar a chiar. Quando começar a apitar, abaixe o fogo e deixe na pressão por 10 minutos
  • Desligue e espere a pressão sair normalmente
  • Abra a panela e com a ajuda de um pegador, retire as bananas e deixe esfriá-las por 15 minutos.
  • Retire as cascas e coloque as polpas no liquidificador ou processador e bata com um pouco de água
  • Não deixe esfriar, bata a polpa quente até formar uma pasta bem homogênea, que é a biomassa
  • Guarde em porções pequenas: cubos para sucos e 1/2 xícara ou 1 xícara para pratos culinários.

·         Podem ser armazenadas se não forem utilizadas no momento em um vasilhame limpo e congelada em freezer convencional. Duração de até 90 dias.

Formação da Comissão Eleitoral Escolar e Regional sobre processo da Eleição do Colegiado Escolar 2017.

IMG-20170321-WA0011

Na manhã desta terça-feira (21) aconteceu no Núcleo Territorial de Educação 11, a Formação da Comissão Eleitoral Escolar e Regional sobre o processo da Eleição do Colegiado Escolar 2017, com a presença do Formador da SEC Antônio Profeta, dos Gestores Escolares , da Equipe da CODEB e da Diretora Regional do NTE 11. Com objetivo de fornecer e discutir as orientações legais e procedimentais para a eleição do Colegiado Escolar.

“O evento foi bastante positivo, em que contou com o apoio do NTE 11 e a participação efetiva de todos os dirigentes das Unidades Escolares deste Núcleo, demonstrando o comprometimento no fortalecimento da gestão Escolar por intermédio de um Colegiado atuante. ” Antônio Profeto Formador da SEC.

IMG-20170321-WA0009

Para o Gestor Aliomar do Colégio Estadual Antônio Rodrigues Viana em Buritirama, o encontro foi importante para reforçar o trabalho a ser desenvolvido nas Unidades Escolares, onde se dará o processo eleitoral para escolha dos novos representantes do Colegiado Escolar, que é tão importante para a gestão democrática das Escolas.

Dando continuidade à reunião de trabalho com Gestores Escolares do Território da Bacia do Rio Grande, a Diretora Regional Maria Aparecida Vasco das Chagas, com a participação das Coordenações e toda equipe técnica do Núcleo, fizeram a socialização dos conteúdos apresentados pela Secretaria de Educação do Estado da Bahia, no encontro com os Diretores regionais; enfatizando também a importância do cumprimento das Normas legais na programação de professores, estagiários do IEL e funcionários;  apresentaram o Projeto Escravo Nem Pensar; a FLIB; falaram também sobre prestação de Contas, descarte do Livro Didático, descarte de Inservíveis e finalizaram o encontro evidenciando a necessidade de revisão dos calendários para reposição em cada Unidade Escolar, conforme a quantidade de dias paralisados, para o cumprimento efetivo dos 200 dias letivos, conforme determina o artigo 24 da LDB.

 

 

Encontro com Secretários Municipais de Educação do NTE 11- Bacia do Rio Grande

IMG-20170321-WA0002

Está acontecendo na manhã desta terça-feira (21) no Núcleo Territorial de Educação o primeiro Encontro de 2017, com Secretários Municipais de Educação, com  objetivo de promover o alinhamento das ações da SEC/NTE 11 com as Secretarias Municipais de Educação do Território da Bacia do Rio Grande e apresentar a estrutura da Coordenação dos Projetos Especiais (COPE) para colaboração entre Estado e Municípios na perspectiva do fortalecimento da Educação Básica.

Para a Diretora Regional de Educação do NTE 11 Maria Aparecida Vasco das Chagas, é um momento gratificante, pois acredita que este diálogo, parceria, sensibilização e estabelecimento de compromissos compartilhados em prol do atendimento às demandas do Território são fundamentais para o fortalecimento da educação básica e o alcance dos objetivos das políticas públicas implementadas pelo Ministério de Educação e Cultura e Secretaria de Educação do Estado da Bahia.

IMG-20170321-WA0006

Para o Secretário Municipal de Educação de Wanderley Rafael Ricardo Saldanha Câmara Silva, o encontro é pertinente e fundamental para a articulação e implementação dos programas nas Redes Municipais. Faz-se necessário que aconteça, em outros momentos, com o objetivo de apresentar as ações e resultados dos programas. As formações e orientações da equipe do NTE 11 contribuem significativamente no planejamento das ações no âmbito dos Secretários de Educação.

“É uma grande satisfação participar do primeiro encontro com Secretários Municipais de Educação no NTE 11 em Barreiras, onde estão sendo apresentadas várias ações e programas educacionais, que muito irão contribuir na administração educacional de nosso município. ” Secretaria Municipal de Formosa do Rio Preto Luzinete Dias de Oliveira.

Combate ao trabalho escravo será discutido em escolas do Oeste Baiano

programa-educacional-do-trabalho-escravo-na-bahia6
Estudantes de 140 escolas estaduais da capital e do Oeste Baiano passarão a ter novos elementos no currículo escolar ao longo do ano letivo: projetos multidisciplinares de combate ao trabalho escravo. A iniciativa faz parte de uma parceria entre a Secretaria da Educação do Estado da Bahia com a ONG Repórter Brasil, por meio do ‘Programa escravo, nem pensar!. A parceria inclui a formação de professores e gestores como a realizada, nesta terça-feira (14), no Centro Juvenil de Ciência e Cultural, localizado no Colégio Central da Bahia, em Salvador.
O ‘Programa escravo, nem pensar!’ tem como objetivo combater o trabalho escravo e promover a prevenção do problema nas comunidades mais vulneráveis ao aliciamento de trabalhadores e ao uso de mão de obra escrava. Inicialmente, a formação abrangerá três Núcleos Territoriais de Educação (NTE): Salvador, Santa Maria da Vitória e Barreiras. A escolha do Oeste Baiano se deve ao fato de ser uma das regiões com mais incidência de migração de trabalhadores escravos para outros Estados. Salvador foi incluída pelo grande número de escolas estaduais, o que irá contribuir para a uma maior difusão da informação.
A diretora da Educação e suas Modalidades, da Secretaria da Educação do Estado, Elizete França, diz que a formação de professores e gestores é fundamental. “Através da Educação e a partir da capacitação de professores da rede, iremos contribuir para atingir os estudantes na discussão e combate ao trabalho escravo contemporâneo, expandindo o tema para os pais dos alunos, fortalecendo a integração escola-família”, afirma Elizete, ao acrescentar que “o tema será um fio condutor de vários conteúdos pedagógicos, envolvendo Literatura (textos), Teatro, Cinema e Estatística (aulas de Matemática), entre outras áreas”, destaca.
programa-educacional-do-trabalho-escravo-na-bahia
A coordenadora do ‘Programa Escravo, nem pensar! ’, Natália Suzuki, ressalta a importância da institucionalização do tema do trabalho escravo no currículo escolar da rede pública, mediante inserção nos planejamentos e projetos político-pedagógicos das escolas. “Estamos muito felizes com esta parceria com a Secretaria da Educação do Estado porque temos um ganho de escala, já que iremos atingir um público que será capaz de disseminar o projeto amplamente”, afirma.
A coordenadora de Educação para a Diversidade, da Secretaria da Educação do Estado, Érica Capinan, que participou da formação, nesta terça, comenta: “A expectativa é que possamos abrir os nossos horizontes para a importância de uma Educação voltada para os Direitos Humanos, em uma perspectiva social, cultural e histórica, lembrando que, geralmente, são os estudantes da zona rural, pobres e negros os capturados para o trabalho escravo”, acredita.
A formação, nesta terça-feira, que marca o início das ações relacionadas ao ‘Programa Escravo, nem Pensar!’ nas escolas estaduais, também contou com a participação de representantes da Organização Internacional do Trabalho (OIT), do Ministério Público do Trabalho e da Comissão Estadual para Erradicação ao Trabalho Escravo da Bahia.
Programa Escravo, nem pensar!
Coordenado pela ONG Repórter Brasil, o ‘Programa Escravo, nem pensar! ’ teve início em 2004, como uma resposta às demandas do Plano Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo, documento elaborado por representantes do poder público, da sociedade civil e de organismos internacionais. Crime contra a dignidade humana, o trabalho escravo contemporâneo se caracteriza pela redução de alguém à condição análoga a de escravo, submetendo-o a trabalhos forçados, à jornada exaustiva, a condições degradantes de trabalho ou restringindo-o, por qualquer meio, a sua locomoção em razão de dívidas contraídas com o empregador.

Secretaria da Educação do Estado divulga diretrizes para eleição dos colegiados escolares

Professores e membros do colegiado escolar

As escolas da rede pública estadual de ensino já podem iniciar a mobilização dos membros da comunidade escolar para participar da gestão da escola. Trata-se da eleição do Colegiado Escolar biênio 2017/2019, que será realizada nas escolas, no período de 8 a 12 de maio. Na última quinta-feira (8), foi divulgado no Diário Oficial do Estado, as diretrizes e os procedimentos básicos para o processo eletivo do Colegiado Escolar nas unidades de ensino.

O Colegiado Escolar tem a função de promover a participação e acompanhamento das ações pedagógicas, administrativas e financeiras da escola. Ele é composto pelo diretor da escola e representantes de professores, funcionários, estudantes, pais, mães ou responsáveis.

De acordo com a Coordenadora de Articulação dos Núcleos Territoriais de Educação da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Andréa Liger, em relação aos familiares, para participar do colegiado, os interessados devem entrar em contato com a direção da escola e se informar sobre os procedimentos. “Já estamos preparando a equipe técnica que vai realizar a formação dos gestores escolares, por meio de encontros, em todos os NTEs, com o objetivo de formar as Comissões Eleitorais Escolares”, destaca.

 A coordenadora também informa que, a partir dessa formação com os gestores das unidades de ensino, serão realizadas as atividades nas escolas para a eleição. “A importância dessa ação é a possibilidade que toda a comunidade escolar tem de se fazer representada nos processos decisórios da escola e a possibilidade de colaborar para a melhoria da qualidade da escola pública”, conclui a coordenadora.

Estudantes comemoram Dia Internacional da Mulher com atividades nas escolas

IMG_20170308_162328151

Debater a importância de se construir uma sociedade com relações de equidade entre os gêneros. Nesta perspectiva, o Colégio Estadual Duque de Caxias localizado em Barreiras realizou nesta quarta-feira, 08 de março, apresentações relacionadas ao Dia Internacional da Mulher. Nas palavras da vice-diretora Daiane Moura do referido Colégio, entende-se que esta não é uma data comemorativa, mas sim, um dia para reflexão, informação e exaltação ao respeito às mulheres. Sendo assim, tivemos apresentações informativas sobre a cultura do estrupo, a violência doméstica e a lei Maria da Penha, bem como apresentações culturais que abordaram o poder da mulher na sociedade e suas conquistas: danças, músicas, jograis, teatros, poesias representaram este momento singular. Para este evento, os professores das áreas de Linguagens e Humanas trabalharam a temática em sala e reuniram-se com os alunos para elaboração da culminância.

Os professores do Colégio Estadual Antônio Geraldo, localizado no centro de Barreiras, trabalharam durante toda a semana com conteúdos relacionados a mulher, e a quarta-feira (08) foi marcada por homenagens da equipe gestora e alunos nos três turnos da Escola.

IMG-20170309-WA0000

Comemoração ao Dia Internacional da Mulher

IMG-20170308-WA0028

O Dia Internacional da Mulher, nesta quarta-feira (8), está sendo marcado por diversas atividades nos Colégios Estaduais do Núcleo Territorial de Educação.

A equipe do Colégio Estadual Marlei Terezinha Pretto localizado em Luís Eduardo Magalhães, está ministrando palestras sobre diversas temáticas como: Lei Maria da Penha, Mulheres que se destacam no esporte, no cenário local, estadual e nacional, além de exposição de fotos.

“Neste mês estamos trabalhando a temática referente a mulher na sociedade. É importante promover uma reflexão sobre as condições da mulher, conquistas e desafios a serem vencidos, principalmente na redução da violência doméstica”. Noeli, Gestora do Colégio Estadual Marlei Terezinha Pretto.

Já o Estudante Neilton dos Santos do Colégio Estadual Horácio de Matos em Santa Rita de Cássia fez um poema “Ser Mulher” para homenagear todas as mulheres do referido Colégio, em seguida a escola contou com apresentação de danças, músicas, recitação de Cordéis e vídeo sobre direitos e conquistas da mulher.

O Colégio Estadual Isabel Araújo da Silva localizado no Município de Formosa do Rio Preto, está realizando desfile de personalidades, onde a ideia é homenagear personagens femininas marcantes da nossa história. As alunas foram presenteadas com lixa de unha adornada como lembrança simbólica da passagem deste dia.

 IMG-20170308-WA0006

 

Centro Juvenil de Barreiras realiza matrículas para cursos e oficinas

Centro Juvenil de Barreiras realiza última semana de matrículas - Divulgação (1)

O Centro Juvenil de Ciência e Cultura de Barreiras, localizado no município de Barreiras, está realizando, durante toda a semana, uma série de atividades para promover a matrícula, que acontece até esta sexta-feira (10), para dez cursos e oficinas oferecidos pela unidade da Secretaria da Educação do Estado. No Centro Juvenil, os estudantes do Ensino Médio e da Educação Profissional, regularmente matriculados em uma das escolas da rede, podem fazer os cursos ofertados no turno oposto aos quais estão matriculados.

Entre as iniciativas que mais chamam a atenção dos alunos neste processo de matrícula é a apresentação de Cosplay e a gincana de integração. Segundo a vice-diretora do Centro Juvenil de Barreiras, Francinéia Cajango, o objetivo das atividades é promover os cursos oferecidos e atrair o máximo de alunos para o centro. “Realizamos uma ampla divulgação nas escolas sobre o período de matrículas e, nesta semana, estamos trazendo os alunos para a unidade para que conheçam de perto os cursos. Esperamos que, com esta aproximação, os alunos se sintam ainda mais interessados em participar”, declara.

Entre as matriculadas, está a estudante do 3º ano, Maria Eduarda de Araújo, do Colégio Estadual Prisco Viana, que, neste ano, vai participar dos cursos ‘Empreenda!’ e ‘SOCiência’. “O diferencial do Centro Juvenil está na capacidade de propor um ensino diferenciado. Muito do que aprendemos na escola é aplicado nos cursos, mas de forma mais dinâmica e interativa”, relata. Maria Eduarda ainda destaca o trabalho lúdico realizado no centro. “Também, participamos de atividades mais imaginativas, como o Cosplay, que é bastante divertido. Tive a oportunidade de me fantasiar com a personagem Mimika, que adoro”, conta.

Para realizar a matrícula, o estudante deve apresentar a Carteira de Identidade (RG), CPF, comprovante de residência e comprovante de matrícula. As atividades serão iniciadas no dia 13 de março.

Confira a lista de oficinas oferecidas:
– Trilhas do Cerrado: aula do campo em regiões do Cerrado.
– Cosmoplaytion: projeção do espaço em tempo real (Stelarium).
– Descomplicando a Física: atividades com experimentos (suporte para a Feira de Ciências).
– Fotogr@fe: oficina voltada para o ensino de técnicas fotográficas.
– Play again: criação de jogos educativos para o desenvolvimento das habilidades do trabalho em equipe, voltados para o raciocínio lógico e a inteligência emocional.
– CardBoard: criação do protótipo de um óculos que permite a visualização e a interação com a realidade virtual (3D).
– ProgramaAí: criação de programas de computador utilizando-se da linguagem de programação em diferentes interfaces.
– HQ: atividades voltadas para as Histórias em Quadrinhos e o seu contexto histórico. Produção de quadrinhos por meio de software.
– Empreenda! – atividades voltadas para o Empreendedorismo, Marketing, Gestão de Negócios e Sustentabilidade.
– SOCiência: atividades voltadas para a cultura afrobrasileira contextualizando conhecimentos sociais, históricos e científicos.